Santa MariaTragédia

KISS, 14 MESES. 242 balões pedindo Justiça. E outro dia de orações e homenagens para as jovens vítimas

No centro, balões brancos, a lembrar a falta de justiça para os 242 meninos e meninas
No centro, balões brancos, a lembrar a falta de justiça para os 242 meninos e meninas

É difícil dizer qual o momento mais emocionante. É sempre assim, a cada dia 27. Foram pelo menos três atos realizados nesta quinta-feira, para lembrar os 242 meninos e meninos massacrados pelo incêndio na boate Kiss, naquela madrugada quente de janeiro de 2013.

Houve orações. Os integrantes da associação Ahh…Muleke foram a uma missa na Catedral. Membros da associação dos familiares das vítimas (AVTSM) promoveram o já tradicional minuto do barulho, que antecedeu um culto evangélico na igreja Missões, no início da noite.

E houve, também, um ato de protesto pela falta de Justiça, até aqui. Foi protagonizado ainda no final da manhã, bem no centro da cidade, onde foram colocados 242 balões brancos, que não tinham como  chamar a atenção, inclusive no viaduto Evandro Behr – uma ideia do Movimento do Luto à Luta, que gere a tenda em frente ao Banrisul e que a Prefeitura tentou (por enquanto sem sucesso) despejar.

E assim se chegou ao 14º mês da tragédia. A foto que você vê a ilustrar essa nota é de Marcelo De Franceschi, da comunidade Trançarua (no Feicebuqui), onde você pode encontrar OUTRAS  imagens. O texto a seguir está disponível também na versão online do Diário de Santa Maria. Confira:

 “Homenagens marcam os 14 meses do incêndio na boate Kiss

O 27 de março marcou os 14 meses do incêndio na boate Kiss. Daquela madrugada para cá, aqueles que perderam seus filhos e amigos lidam diariamente com a dor e lutam para manter viva a memória de seus entes queridos. Mas, esta quinta-feira, o dia foi de homenagens e orações.

Pela manhã, integrantes do Movimento Santa Maria do Luto à Luta espalharam, pela Praça Saldanha Marinho, balões brancos com a frase “justiça 242” escrita em preto. A tenda da vigília dos familiares, que fica em frente ao Banrisul, também ficou cheia dos balões que lembram a luta dos parentes e fazem alusão ao número de vítimas do incêndio. 

_ Este mês foi de homenagens. Mas não é para as pessoas pensarem que estamos com medo, depois de receber a notificação (para a retirada da tenda da praça). Medo não existe desde que perdemos nossos filhos_ comenta Flavio José da Silva, presidente do Movimento Santa Maria do Luto à Luta…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo