LUNETA ELETRÔNICA. Outros nomes, PMDB e Simon, uaireles nas escolas, Sedufsm, Lanterninha…

* Se aproxima o momento em que os outros partidos com vida em Santa Maria, exceto o PT, que já fechou o grupo, terão que definir quem concorre ou não em outubro.

* Dos grandões, a indefinição maior é no PMDB (leia nota específica daqui a pouco). No primeiro, não se sabe quem substituirá Tubias Calil, que desistiu de candidatar-se a vaga na Assembleia.

* Já o PP vai definir, em conjunto com o pré-candidato, se Sérgio Cechin vai mesmo concorrer a uma cadeira no parlamento gaúcho.

* Mas também é chegada a hora de saber se os outros nomes anunciados até aqui serão confirmados ou não. Marcelo Bisogno, por exemplo, concorre à Câmara dos Deputados. Mas há quem fale em dúvida e ele poderia disputar a eleição para deputado estadual.

* Da mesma forma, aguarda-se para saber se Manoel Badke, estadual, e Tavores Fernandes, federal (DEM) e Ovídio Mayer, Câmara (PTB), vão mesmo entrar no jogo.

* Ah, o que está certo, no PSDB, é a tentativa de reeleição de Jorge Pozzobom à Assembleia. A dúvida, a ser tirada em seguida, é se Alexandre Lima concorre a federal.

* Por fim, além do PT, o que está certo é a candidatura de Werner Rempel. Ele concorre mesmo a deputado estadual, pelo novato PPL.

* O PMDB gaúcho terá que resolver um imbróglio diplomático. Afinal, Germano Rigotto não escondeu sua insatisfação com a definição, em uma reunião restrita, do nome de Pedro Simon para concorrer a novo mandato ao Senado.

* Haverá reunião para tratar disso na tarde desta segunda, na sede do Diretório, na capital. Suspeita-se que Rigotto não estará presente. Suspeita-se.

* A secretaria estadual da Educação e a Companhia de Processamento de Dados do Estado do Rio Grande do Sul (Procergs) selecionaram mais de 20 escolas (lista aqui) de ensino médio da 8ª Coordenadoria Regional de Educação.

* São estabelecimentos integrantes do projeto Província de São Pedro que devem receber obras de infraestrutura elétrica e de redes para uso da internet uaireles (sem fio).

* As instituições contempladas recebem, agora, visita técnica realizada pela empresa Acesystems para avaliar a possibilidade de conexão.

* O objetivo, informa a assessoria de comunicação da CRE, é padronizar os projetos de infraestrutura para informatização das escolas e proporcionar melhor conectividade.

LUNETA ELETRÔNICA. Outros nomes, PMDB e Simon, uaireles nas escolas, Sedufsm, Lanterninha... - luneta-sedufsm2* Dia 30, na Feira do Livro, a Seção Sindical dos Docentes da UFSM, lança a 5ª edição da obra “Reflexões Docentes” (imagem ao lado) que reúne artigos docentes escritos e publicados no jornal da Sedufsm, A Razão e Diário de Santa Maria entre junho de 2010 e maio de 2012.

* O ‘Reflexões Docentes V’ compreende o período de uma gestão da diretoria da Sedufsm. No caso, a ‘Unidade Docente’, cuja presidência foi de Rondon de Castro.

* A Sala de Exposições Angelita Stefani (na Unifra) inicia os trabalhos em 2014 com a mostra “Memórias de Infância: brinquedos e materiais escolares”, entre os dias 15 e 30 de abril, com a coordenação da professor Ceres Zasso Zago.

* O público pode conferir peças do acervo do Museu Histórico das Irmãs Franciscanas e do Museu Vicenti Paloti, que resgatam a história dos brinquedos como expressão cultural.

LUNETA ELETRÔNICA. Outros nomes, PMDB e Simon, uaireles nas escolas, Sedufsm, Lanterninha... - luneta-cesma2* Para dar continuidade ao Ciclo Eduardo Coutinho, o Cineclube Lanterninha Aurélio, exibe nesta segunda, o documentário “O Fim e o Princípio” (imagem ao lado), uma produção de 2005.

* Sem pesquisa prévia, sem personagens, locações nem temas definidos, uma equipe de cinema chega ao sertão da Paraíba em busca de pessoas que tenham histórias para contar.

* No município de São João do Rio do Peixe a equipe descobre o Sítio Araçás, uma comunidade rural onde vivem 86 famílias, a maioria ligada por laços de parentesco.

* A sessão começa a ser exibida às 6 da tarde, no auditório da Cesma (rua Professor Braba 55). A entrada é gratuita.



1 comentário

  1. GEF

    Simon dificilmente se reelege. Pelo menos é a impressão atual. Rigotto é muito fraco, contemporiza demais.
    O resto dos candidatos só soma na legenda. E existe o laboratório para 2016, tem gente testando as possibilidades para a prefeitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *