Copa 2014

COPA. Felipão reclama de postura da imprensa

POR MAIQUEL ROSAURO

Copa do Mundo não se ganha apenas dentro das quatro linhas. Se o momento não está bom, é preciso chamar os aliados e preparar uma ofensiva. Foi o que fez hoje o técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari. Leia abaixo na matéria de Celso Paiva, do Terra:

Em fala com “mídia amiga”, Felipão pede ajuda contra complô

O técnico Luiz Felipe Scolari pegou todos os jornalistas na Granja Comary de surpresa ao chamar um grupo de cinco profissionais que participam da cobertura para um papo informal, durante o treino da tarde da Seleção Brasileira. Ao lado do auxiliar técnico Flavio Murtosa e do coordenador técnico Carlos Alberto Parreira, ele se reuniu com os membros da mídia atrás do local onde os jogadores concedem entrevistas para todos os credenciados.

Uma barreira foi feita por profissionais da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para que não se escutasse o teor da conversa, que contou com a participação de Juca Kfouri (Uol / Folha de S. Paulo / ESPN Brasil), Paulo Vinicius Coelho (Folha de S. Paulo / ESPN Brasil), Fernando Fernandes (TV Bandeirantes), Osvaldo Paschoal (Fox Sports / Rádio Globo) e Luiz Antonio Prósperi (O Estado de S. Paulo). Nos minutos finais, foi chamada a presença de um integrante do jornal O Globo, que acabou sendo representado por Carlos Eduardo Mansur.

Indagado pelo Terra sobre qual o motivo do encontro restrito e qual o critério da escolha dos profissionais, a assessoria de imprensa do treinador disse que Felipão resolveu fazer um bate-papo com os jornalistas com os quais tem mais intimidade entre os que estão seguindo a Seleção Brasileira.

Mesmo sem ter acesso à reunião, a reportagem do Terra conseguiu algumas informações do que foi conversado no bate-papo. O treinador teria reclamado que a imprensa brasileira deu um destaque gigantesco para o pênalti marcado em cima de Fred e não critica com veemência as simulações de Robben na partida de oitavas de final contra o México.

CLIQUE AQUI e leia a matéria completa.

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Se cada um fizer o seu, bem feito, não tem problema. Treinador treina e jornalista comunica.
    Problema é que o time parece desorganizado (Felipão tem pouco tempo na direção e a Copa das Confederações foi ilusória). Faltam peças de qualidade, basta lembrar que Fred e Jô não chegam perto de Ronaldo e Rivaldo.
    Além disto, o jogo com o Chile em BH desgastou a equipe mais do que o recomendável. O próximo jogo é em Fortaleza, temperatura perto dos 30°. Jogo com uma equipe forte, que vem de vitórias tranquilas. E já aparecem teorias da conspiração, precisamos descobrir como "eles" fizeram para o Hulk atrasar a bola daquele jeito e entregar um gol. E parece que "eles" não têm tanto controle assim, não conseguiram deslocar a trave o suficiente para a bola entrar nas duas vezes que ela bateu na trave e ajudou na classificação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo