EconomiaEconomia Solidária

ECONOMIA SOLIDÁRIA. Aprendizado proporcionado pela Feicoop enaltecido durante cerimônia de abertura

POR MAIQUEL ROSAURO (texto e fotos)

Cerimônia de abertura, no palco da feira
Cerimônia de abertura da 21ª Feicoop, no palco da feira

Autoridades, gestores públicos e representantes de Empreendimentos de Economia Solidária marcaram presença na abertura oficial da 21ª Feira Internacional do Cooperativismo (Feicoop) e 10ª Feira Latino Americana de Economia Solidária, na tarde desta sexta-feira, em Santa Maria. Durante o ato, foi enaltecido o aprendizado que o evento proporciona aos participantes.

É o caso dos 30 policiais militares do Paraná que estão presentes nesta edição da Feicoop.

– Viemos trocar experiências e humildemente aprender como é realizada esta grande Feira que une o público e o privado – explicou o capitão Claudionor Agibert, do 23º Batalhão de Polícia Militar do Paraná.

Durante a cerimônia de abertura o economista Paul Singer fez um pedido especial para a organização do evento. Ele espera que em 2015 mais estrangeiros estejam presentes em Santa Maria.

– Precisamos que mais países venham, pois este é um processo que tornou-se mundial. Queremos que a Feira se torne cada vez mais uma universidade de Economia Solidária – ressaltou Singer.

Bispo do Haiti, Dom Dumas
Bispo do Haiti, Dom Dumas, visita a Feicoop

O bispo do Haiti, Dom Dumas, representou os continentes na cerimônia. Ele destacou as dificuldades que o seu país enfrenta e a ajuda que vem sendo recebida pelos brasileiros.

– Queremos construir um novo mundo com a Economia Solidária – defendeu Dumas.

Também estiveram presentes na cerimônia o arcebispo de Santa Maria, Dom Hélio Rubert; o vice-presidente do Sicredi Região Centro, Renato Marin; o secretário Estadual de Planejamento, Gestão e Participação Cidadã do governo do Estado do Rio Grande do Sul, João Mota; a secretária de Cultura de Santa Maria, Marília Chartume, a coordenadora do Projeto Esperança/Cooesperança, irmã Lourdes Dill, entre outras autoridades.

– Com políticas públicas conseguimos fortalecer este trabalho que aponta para um outro mundo possível e que uma outra economia já acontece – afirmou irmã Lourdes.

No evento ainda receberam homenagens o Sicredi pelos seus 100 anos de história, o economista Paul Singer, a Anvisa, o MST, os dez anos do Acampamento Estadual do Levante Popular da Juventude, os 21 anos da Feicoop e a ecologista Ana Primavesi.

Caminhada reuniu cerca de 500 jovens

No início da tarde foi realizada a 10ª Caminhada Internacional e Ecumênica pela Paz e Justiça Social, com cerca de 500 jovens do Levante Popular da Juventude. O ato contou com homenagem a Dom Ivo Lorscheiter. A caminhada teve início na Basílica de Nossa Senhora Medianeira e culminou na cerimônia de abertura da Feira.

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo