UFSM

EDUCAÇÃO. UFSM já cogita vestibular em dezembro

POR MAIQUEL ROSAURO

Crescem as chances de haver vestibular na UFSM em dezembro. Ontem (17), mais um recurso da instituição foi negado na Justiça. Leia abaixo na matéria do jornal A Razão:

UFSM admite a possibilidade de aplicar o vestibular em dezembro

Após perder o terceiro recurso na Justiça para adotar o Enem como processo seletivo, a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) já admite que o vestibular deve ser mantido, ao menos este ano. Na tarde desta quinta-feira, o secretário do gabinete do reitor, Marionaldo Ferreira da Costa, afirmou que a reitoria estaria reunida para discutir o impasse jurídico. Em função da necessidade de tempo para a elaboração do processo seletivo, o mais viável agora seria realizar o vestibular em dezembro de 2014.

Costa aponta que no caso de um recurso ter de chegar ao Supremo Tribunal Federal (STF), uma decisão poderá levar de 30 a 40 dias. Esse prazo seria longo demais. “A preocupação é com a agonia das pessoas”, afirma o secretário de gabinete, referindo-se à indecisão sobre o processo seletivo que preocupa os candidatos aos cursos da Federal em 2015.

O edital do vestibular ou do Enem precisa ser elaborado logo para que possa ser publicado até o começo de agosto. Até esta sexta-feira, a reitoria deve definir se acata a decisão da Justiça e, em função dos prazos, mantém o vestibular.

Apesar de adotar o concurso agora, a UFSM seguirá com a meta de implantar o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) em 2015, para selecionar os alunos que ingressarão em seus cursos no ano letivo de 2016 por meio da nota do Enem.

A decisão do TRF – Nesta quinta-feira, o desembargador federal Cândido Alfredo Silva Leal Júnior, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), negou novo recurso interposto pela UFSM, mantendo a liminar da Justiça Federal que determina a realização do vestibular 2014 da instituição de ensino. Na última sexta-feira, 11, o presidente do TRF4, desembargador Tadaaqui Hirose, já havia negado outro recurso da universidade, uma suspensão de liminar.

A UFSM havia ingressado com novo recurso (agravo de instrumento) na quarta-feira, alegando, entre outros, que há manifesto interesse público na manutenção da decisão do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) da universidade, sob pena de lesão à autonomia didática e administrativa da UFSM e ferimento de regras e princípios que norteiam a organização do ensino superior no Brasil.

CLIQUE AQUI para ler a matéria completa.

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo