CampanhaEleições 2014EstadoPolítica

SENADO. Olívio e Lasier protagonizam a disputa em que o veterano Simon virou um coadjuvante de luxo

Tudo parecia tranquilo para Lasier Martins, até que apareceu a figura de Olívio Dutra
Tudo parecia tranquilo para Lasier Martins, até que apareceu a figura de Olívio Dutra

Parecia um páreo corrido: o comunicador Lasier Martins, conhecido por suas ideias conservadoras, bem ao estilo de seu empregador, o grupo RBS, flanava, depois de ser cooptado pelo PDT. Lasier justificou a escolha inclusive por conta de antecedentes familiares brizolistas. Parecia mesmo uma disputa decidida por antecipação.

Mas, aí, o PT se mexeu. Com o apoio dos partidos aliados, convenceu Olívio Dutra, do qual Lasier fora o maior opositor midiático quando governador, a entrar na disputa. Pronto. O olho da gateada preteou e, de pronto, as pesquisas mostraram que o equilíbrio se fazia e a disputa que se prende hoje em todo o Rio Grande do Sul se tornou em algo digno de ser visto: uma peleia inusitada.

A ponto, inclusive, da entrada do jogo do veterano senador Pedro Simon, do PMDB, ter importância apenas histórica. Ninguém acredita que ele possa se sobrepor aos dois ponteiros, que definirão, entre si, o posto de senador por oito anos, pelo Rio Grande do Sul.

Conforme a última pesquisa disponível, do Datafolha, DIVULGADA  no inicio da noite deste sábado, apontar empate técnico entre Olívio e Lasier, com a diferença numérica de 1% em favor do petista. Longe de definida, portanto. Ah, e Simon? Beeem atrás, apenas um coadjuvante de luxo na disputa.

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Oi, Claudemir!Se as pesquisas confirmarem-se, os comunicadores da RBS não lograrão exito nas urnas. Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo