Economia

ESQUINA DEMOCRÁTICA. O Polo de Defesa é o futuro para o desenvolvimento de Santa Maria?

POR MAIQUEL ROSAURO

Garantidas as regras do sítio, de civilidade (a crítica pode ser forte ou não, mas sem ser ofensiva, por favor), você é que decide o assunto, afinal de contas. Ah, e o que está no título é somente uma sugestão. Nada mais.

AQUI NÃO TEM NOTA ALGUMA, SÓ O TEU COMENTÁRIO. APROVEITE!

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Temos que cuidar para não concentrar nossas forças só na DEFESA !!!! Deste jeito a cidade vai ficar mais RETRANQUEIRA do que já é. Precisamos urgentemente de alguém que a faça ser mais ATACANTE.

  2. Fluxo de recursos para o setor de defesa é incerto. Qualquer soluço na economia faz a tesoura pegar pesado no orçamento. Se apostarem todas as fichas no Pólo, a chance do futuro ficar sempre no futuro é grande.
    Santa Maria ainda tem um problema que não é discutido ou, ao menos, a discussão ainda não se tornou pública. Curva demográfica. População envelhecendo (RS nisto está na frente). Pelo que dizem por aí, sobrarão vagas nos cursos de ensino superior. Em 2050 as instituições lutarão pela sobrevivência. O cenário é diminuição de gente vindo estudar aqui (oferta em outros lugares) e falta de jovens da cidade para ocupar todas as vagas.
    Santa Maria precisa trazer gente de fora para falar aqui. Aerar o ambiente. Políticos em fim de carreira, funcionários públicos na beira da aposentadoria, gente acreditando que "economia do bem" vai resolver o problema. De onde menos se espera, daí é que não sai nada mesmo, já dizia o Barão de Itararé.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo