ColunaObservatório

OBSERVATÓRIO. Farret, candidato. Avisaram ao PP?

Apoio de Cezar Schirmer, parceiro em dois pleitos vitoriosos, talvez seja insuficiente
Apoio de Cezar Schirmer, parceiro em dois pleitos vitoriosos, talvez seja insuficiente

Semana passada, o colega José Mauro Batista fez o devido registro, neste espaço: José Haidar Farret, o atual vice-prefeito, é pré-candidato à sucessão de Cezar Schirmer no pleito de 2016. Com o que, pretenderia voltar, pela terceira vez, ao cargo principal do Executivo da boca do monte – já exercido por 10 anos, seis nos anos 80 e o restante na década seguinte.

Prudente, como recomenda a vasta experiência política, Farret deixou claro que decisão definitiva se dará no momento apropriado, que é até o final deste ano. O colunista não ousa dizer que o atual vice deixará de ser candidato. Inclusive porque o prefeito Cezar Schirmer já declarou que apoiaria seu segundo, se este for candidato.

No entanto, há uma condição prévia ainda não estabelecida, e que se não for cumprida impedirá Farret de concorrer. Qual? Ser apoiado por seu próprio partido. Isso mesmo. É crescente no PP, e talvez majoritário, o pensamento de acordo com o qual o partido só tem uma chance de sobrevivência no futuro: apostar no recomeço e na criação de novas lideranças.

Daí porque, se uma decisão fosse dada agora, não seria nada improvável que a agremiação rejeitasse a vontade de Farret. Apoiaria outro nome, garantindo o lugar de vice a alguém “diferente”, ganhando tempo para a formação de quadros capazes de disputar com chance eleições futuras.

A ideia, segundo Observatório pode apurar, e reuniões nesse sentido já ocorreram, ainda que embrionariamente, é chancelar a candidatura a prefeito de Jorge Pozzobom, do PSDB. Deixaria o PMDB de lado, pois não vê no partido de Schirmer alguém competitivo o suficiente para ser bancado.

Como se percebe, a pré-candidatura de José Farret, que é real, esbarra num sentimento mudancista interno do PP. Quer dizer que ele não será candidato, como seria seu desejo? Talvez sim. Talvez não. Até o final do ano se saberá.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

3 Comentários

  1. O Doutor Farret possui condições jurídicas para concorrer a prefeito, tendo em vista que, na última eleição, sequer pode votar em função de uma condenação sofrida???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo