JudiciárioSanta MariaTragédia

NÃO CUSTA LEMBRAR. E se ficava sabendo quando iniciaria uma parte crucial do processo criminal da Kiss

Confira a seguir trecho da nota publicada na madrugada de 29 de abril de 2013, terça:

KISS. Já há datas para audiências com testemunhas. Elas, se mentirem, correm o risco de ser processadas

Primeiro, a diferença. Das mais de 100 pessoas ouvidas até agora, todas sobreviventes da tragédia de 27 de janeiro, nenhuma dela era, digamos, compromissada. Não será o caso das 71 testemunhas a ser ouvidas na próxima fase do processo criminal da Kiss – conduzido pelo juiz Ulysses Lousada. Nessa condição, se não disserem a verdade (e isso for comprovado), poderão ser processadas

Assim, entra-se numa etapa mais decisiva do julgamento dos quatro acusados por homicídio doloso. E as audiências, inclusive, já têm data, como você pode conferir no material que o jornal A Razão está publicando em sua edição desta terça-feira. A reportagem é de Tiago Baltz. A seguir:

Kiss – Testemunhas de acusação irão depor a partir de maio

Estão marcados para os dias 22, 23 e 30 de maio e 10 de junho as primeiras audiências onde serão ouvidas testemunhas do processo criminal da tragédia da Boate Kiss…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI

PASSADO EXATAMENTE UM ANO da publicação da nota, recém agora está no fim o conjunto de audiências com as testemunhas. Mas ninguém acredita que o processo criminal da Kiss termine tão cedo. A busca por Justiça não cessa.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo