ComportamentoCrônicaCultura

CRÔNICA. Algo diz a Márcio Grings que ele vai a Buenos Aires. Numa data específica e razão idem. É?

márcio chamada“…E a voz… Bom, já ouvi as composições do poeta uruguaianense com outras vozes, e ninguém canta Mauro Moraes como seu conterrâneo Bebeto Alves. E de algum modo, isso empresta mais cores universais ao álbum. A forma de interpretação de Bebeto não reverencia o cantador tradicional gaúcho, pelo contrário, se distancia. Na obra de Bebeto, esse mash up sempre existiu, por isso, sua presença e a forma como dá vida e cores à interpretação é legitimada naquilo que ele nos apresenta.

As letras, muitas vezes relacionados a coisas do campo, flertam com as referências urbanistas do cantor. Em suma, dá pra definir toda congruência vocal e instrumental em uma única palavra: atemporal. Atemporalidade que talvez seja uma das principais virtudes para que qualquer bom trabalho artístico sobreviva ao teste do tempo.

E se Bebeto, Lúcio e Clóvis formam um monstro de três cabeças, é porque há um espírito perturbado que perambula pela temática explorada por Mauro. Cada frase de cada música contém o combustível que move a máquina humana...”

CLIQUE AQUI  para ler a íntegra da crônica “Algo me diz que na noite de 28 de junho preciso estar em Buenos Aires”,  escrita pelo radialista Márcio Grings, colaborador habitual deste sítio, às sextas-feiras. O texto foi postado agora há pouquinho, na seção “Artigos”. Boa leitura!

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo