HabitaçãoMinistério PúblicoPrefeituraSanta Maria

CIDADE. Manifestantes seguem no prédio da avenida e Prefeitura resolve buscar ajuda do Ministério Público

Manifestantes não acataram determinação e caso fica agora aos cuidados do Ministério Público
Manifestantes não acataram determinação e caso fica agora aos cuidados do Ministério Público

Diferente do que foi anunciado no final da noite passada, pelo jornal A Razão, e o sítio reproduziu, os manifestantes seguem ocupando o prédio Condomínio Galeria Rio Branco – onde estão desde 2 e meia da manhã de sexta-feira. E a situação, neste  momento? Confira no material publicado no meio da tarde na versão online de A Razão, em reportagem de Fabrício Minussi, com foto de Gabriel Haesbaert. A seguir:

Movimento não desocupa prédio e Prefeitura vai ao MP

Cerca de 80 manifestantes que integram movimento da Vila Estação dos Ventos, do Bairro KM 3, não cumpriram o prazo dado em notificação feita pela Prefeitura na tarde de sexta-feira e seguem acampados, agora, no terceiro pavimento do Edifício Condomínio Galeria Rio Branco, que teve a construção interrompida nos anos 70. O protesto é pela retomada das obras do PAC 3 na comunidade, paralisadas desde março de 2013 e que prevê investimentos da ordem de R$ 5,4 milhões.

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura o descumprimento da notificação será levado ao conhecimento do Ministério público (MP), que detem a guarda do prédio para providências. A Razão apurou na tarde desse sábado, que integrantes do Movimento teriam procurado o MP ainda na sexta-feira, quando manifestaram que deixariam o local, o que ainda não ocorreu.

Ainda na noite de sexta-feira, o presidente da Associação dos Moradores da Estação dos Ventos, Tito Rodrigues, disse que o prédio seria desocupado, mas que dependia, ainda, da chegada ao local de outros integrantes da comunidade, pois eles precisariam ser informados a respeito da determinação da Prefeitura. Da mesma forma, teriam que organizar a retirada de materiais que foram levados para o local. No entanto, passadas mais de 32 horas, os manifestantes seguem ocupando o prédio, sem previsão de saída.

O líder comunitário reforçou que a iniciativa trata-se também de um movimento político para denunciar não só o abandono das obras do PAC 3 na Vila Estação dos Ventos, mas também do prédio ocupado no Centro de Santa Maria. Em contato por telefone, Tito Rodrigues disse que enviaria à redação uma manifestação sobre a ocupação do local, com mais informações sobre o movimento, suas intenções, desdobramentos e até contestações. Contudo, até o fechamento dessa matéria, A Razão não havia recebido o material.

PROMOTORIA

O caso já teria chegado, inclusive, ao conhecimento da Promotoria Federal, que foi procurada por integrantes do movimento que relataram seus argumentos. Fontes da Prefeitura dão conta de que o órgão teria feito contato, também na sexta-feira, com a Procuradoria Geral do Município (PGM), que teria sido informada de que os moradores da Vila Estação dos Ventos deixariam o local ainda na sexta-feira, mediante a presença de alguém da Prefeitura para explicar a situação das obras do PAC 3…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

PARA LER OUTRAS REPORTAGENS DE ‘A RAZÃO’, CLIQUE AQUI

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo