EstadoSaúde

ALÍVIO. Governo do Estado envia troco da União aos Hospitais. Foram R$ 55 milhões transferidos na sexta

Depois de bloqueados recursos referentes ao pagamento da dívida, em contrato assinado em 1998 pelo então governador Antonio Britto, começaram a pingar repasses federais nos cofres públicos do Rio Grande. E é daí que saiu o troco transferido aos hospitais prestadores de serviços pelo Sistema Único de Saúde. O editor não sabe precisar quanto disso veio para Santa Maria, se veio. Inclusive porque o material da assessoria de imprensa do Palácio Piratini não discrimina. Mesmo assim, vale a pena ler, com mais detalhes, a seguir:

Estado transfere R$ 55 milhões em recursos federais para hospitais

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) transferiu, nesta sexta-feira (14), R$ 55,1 milhões a hospitais. Os valores são referentes a verbas federais destinadas aos prestadores de serviços pelo SUS. Esse pagamento é para serviços como consultas, exames e cirurgias. Os recursos foram destinados diretamente aos hospitais ou aos fundos municipais de saúde, e a clínicas e laboratórios.

Entre os valores repassados, estão os correspondentes à média complexidade, que é a referência para a atenção básica em saúde. Nesses atendimentos, estão incluídos consultas, exames de diagnóstico, cirurgias ambulatoriais especializadas e procedimentos de traumato-ortopedia, entre outros.

A alta complexidade, por sua vez, abrange assistência que envolve maior tecnologia e custo mais elevado. Entre as principais áreas que compõem este nível de atenção, estão procedimentos especializados, cirurgias hospitalares, terapias renais substantivas, tratamentos de patologias clínicas, quimioterapias e hemoterapias, entre outros.”

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo