CINEMA. Bianca Zasso e o único, mas inesquecível, filme dirigido por Charles Laughton: “O Mensageiro…

CINEMA. Bianca Zasso e o único, mas inesquecível, filme dirigido por Charles Laughton: “O Mensageiro… - bianca-chamada“…O Mensageiro do Diabo, lançado em 1955, nasceu romance e virou filme graças as suas passagens cinematográficas. A história do falso pastor que transforma seu ódio por mulheres em assassinatos ganhou um roteiro, assinado por James Agee, que consegue ser superior à obra que lhe deu origem. Robert Mitchum tem a melhor atuação de sua carreira dentro de um personagem que, em mãos erradas, poderia render uma espécie de Framboesa de Ouro daquela década. Isso porque Harry Powell tem múltiplas camadas e todas elas são cobertas por um estilo teatral de agir.

Os gestos exagerados e a colocação da voz de Mitchum podem parecer caricatas para quem assiste uma cena ou outra do filme, mas que para os espectadores da obra completa tem significado. Powell finge ser um….”

CLIQUE AQUI  para ler a íntegra de “Os inocentes e as sombras”, de Bianca Zasso, jornalista e colaboradora deste sítio. Formada pelo Centro Universitário Franciscano, suas opiniões e críticas exclusivas estão disponíveis todas as quintas-feiras. O tema prioritário é Cinema, pelo qual é uma apaixonada.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *