Claudemir PereiraColunaPolítica

IMPRESSA. Na coluna deste sábado, vitória de Fort, Presidente da Câmara. E Pozzobom e Valdeci, juntos

Você confere a seguir, na íntegra, a coluna do editor do sítio, publicada na edição deste sábado, 2 de janeiro, no jornal A Razão:

Presidente Luiz Carlos Fort conta com apoio (quase) unânime. E não concorre mais
Presidente Luiz Carlos Fort conta com apoio (quase) unânime. E não concorre mais

(Boas) chances de Fort dar certo na Câmara

O colunista não sabe. Ninguém sabe. O desempenho de um líder só pode ser medido ao longo do tempo e findo o período para o qual é eleito. Mas, e disso ninguém duvida, as chances de Luiz Carlos Fort dar certo como presidente da Câmara são muito elevadas.

Uma das razões, ainda que talvez não a principal, é o apoio praticamente unânime de seus pares, para além de divergências político-ideológicas. Desconte-se Tavores Fernandes, do DEM, cujas posições o indispõem até no próprio partido, constatou o colunista inclusive na sessão da última quinta, que elegeu Fort.

Mas, principalmente, o motivo que faz todos imaginarem uma presidência tranquila, sob Fort, é a inexistência de pretensões eleitorais dele. Se envolverá na campanha de Valdeci Oliveira à prefeitura, mas ele próprio não concorre. E isso, creia, faz toda a diferença, na hora de conduzir os destinos do parlamento.

Agora, em princípio, depende só do próprio Fort. É com ele.

EFEITO RETARDADO

Manifestação de João Kaus, que renunciou à liderança da bancada do PMDB em meio à sessão de final de ano, a que elegeu Luiz Carlos Fort presidente da Câmara, com dois edis do partido ausentes, só não repercutiu mais por conta da época. Mas haverá efeitos. E não deve demorar tanto assim.

FORA DO RELATÓRIO

Além de não ter votado o projeto de renúncia fiscal para a KMW e aos empreendedores do Polo Turístico da Vila Belga, o que deverá acontecer no início do novo período legislativo, os edis também não deram bola para uma outra proposta. No caso, o projeto sugestão de Tiago Aires, que reduz subsídios e corta auxílio gasolina. Foi para a gaveta. E nela seguira.

TUCANO E PETISTA…

Um de cada lado das galerias, antes, e depois juntos na Mesa Diretora, por deferência do presidente Sérgio Cechin, as figuras mais ilustres da quinta-feira, na Câmara, além dos vereadores, foram os ex-parlamentares da casa, o tucano Jorge Pozzobom e o petista Valdeci Oliveira, ambos colegas na Assembleia.

…JUNTOS NA CÂMARA

A presença de Pozzobom e Valdeci faz sentido. Afinal, e contraditando a divergência ideológica, são os partidos deles, o PSDB e o PT, os principais artífices e articuladores iniciais da aliança político-administrativa que comanda o parlamento. Nunca é bom esquecer que são, também, dois dos favoritos a virar prefeito. Mas isso só em 2017.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo