JornalismoMídiaTrabalho

MÍDIA. Demissões em veículos gaúchos preocupam Sindicato dos Jornalistas, que publica nota em seu site

No portal especializado COLETIVA.NET

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul (Sindjors) divulgou, em seu site, uma nota em que destaca preocupação com as demissões ocorridas em veículos de comunicação do Estado e com toda a categoria. “Sem diálogo com os profissionais sobre a motivação das dispensas, as empresas mostram desrespeito com os funcionários e descaso com a comunicação”, diz publicação.

A nota relembra o caso do jornal O Sul, do grupo Pampa de Comunicação, em que pelo menos 13 jornalistas, entre repórteres, editores e diagramadores, foram dispensados desde 26 de fevereiro. O sindicato ouviu os profissionais e, segundo eles, o primeiro sinal de instabilidade atingiu a redação quando, no ano passado, a publicação deixou de ser impressa, passando a circular somente por meio online.

“Após a realização de um programa de Pedido de Demissão Voluntária (PDV), ainda em 2015, o qual não conquistou grande adesão por parte dos funcionários, a empresa utilizou uma estratégia que preocupa e revolta os profissionais: praticou demissões por justa causa, alegando uso indevido da internet no horário de trabalho”, afirma o texto divulgado pelo Sindjors.

Na tarde da última quinta-feira, 3, o sindicato realizou uma reunião com os funcionários demitidos do jornal O Sul e o setor jurídico da entidade, a fim de oferecer suporte e buscar os caminhos para que os direitos trabalhistas dos profissionais sejam garantidos.

Na redação da RBS TV do interior do Estado, outras demissões também foram registradas nos últimos dias. O anúncio foi feito no mesmo dia em que a emissora divulgou o seu novo projeto para o Jornal do Almoço, o ‘JA Ideias’, que consiste na realização de debates sobre temas variados no estúdio do programa, dispensando parte do trabalho de repórteres na rua.

Desta reformulação, foram registrados mais de 10 dispensas nos municípios de Erechim, Cruz Alta, Lajeado, Passo Fundo, Pelotas, Rio Grande, Santa Cruz do Sul e Santa Maria. Em outubro do ano passado, a emissora já havia praticado demissões com a extinção do bloco local do RBS Notícias no interior.

“A todos que se sintam prejudicados com as medidas adotadas pela empresa, o Sindicato dos Jornalistas coloca a Assessoria Jurídica à disposição, bem como orienta que se busque a entidade para acompanhar a rescisão de contrato, garantindo o correto cumprimento dos deveres da empresa, para que o profissional não seja prejudicado em mais este momento”, conclui a nota divulgada pelo Sindjors.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo