JOGO PESADO. Presidente Dilma discursa e diz que golpe contra o seu mandato tem “chefe e vice-chefe“

JOGO PESADO. Presidente Dilma discursa e diz que golpe contra o seu mandato tem “chefe e vice-chefe“

JOGO PESADO. Presidente Dilma discursa e diz que golpe contra o seu mandato tem “chefe e vice-chefe“ - dilma

Sem citar nomes, mas eles são facilmente identificados, Dilma Rousseff diz que o golpe tem “chefe e vice-chefe”

A reportagem é de ANA CRISTINA SANTOS, com foto de ROBERTO STUCKERT FILHO (SCom/PR)

Sem mencionar diretamente os nomes, a presidenta Dilma Rousseff afirmou hoje (12) que o vice-presidente da República, Michel Temer, e o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), são os chefes do que ela classificou de golpe em curso contra seu mandato.

“Se ainda havia alguma dúvida sobre o golpe, a farsa e a traição em curso, não há mais. Se havia alguma dúvida sobre a minha denúncia de que há um golpe de Estado em andamento, não pode haver mais. Os golpistas podem ter chefe e vice-chefe assumidos. Não sei direito qual é o chefe e o vice-chefe. Um deles é a mão não tão invisível assim que conduz com desvio de poder e abusos inimagináveis o processo de impeachment. O outro esfrega as mãos e ensaia a farsa do vazamento de um pretenso discurso de posse. Cai a máscara dos conspiradores. O Brasil e a democracia não merecem tamanha farsa ”, disse Dilma, em discurso no Palácio do Planalto.

“Vivemos tempos estranhos de golpe, farsa e traição. Usaram a farsa do vazamento para difundir a ordem unida da conspiração. Agora, conspiram abertamente, à luz do dia, para desestabilizar um presidenta legitimamente eleita. Caluniam enquanto leiloam posições no gabinete do golpe, no governo dos sem-voto”, afirmou a presidenta.

Segundo Dilma, ontem (11), ficou claro que existem dois chefes do golpe que agem em conjunto e de forma premeditada. “Como muitos brasileiros, tomei conhecimento e confesso que fiquei chocada com a desfaçatez da farsa do vazamento, que foi deliberado, premeditado. Vazando para eles mesmos, tentaram disfarçar o que era um anúncio de posse antecipada, subestimando a inteligência dos brasileiros. Até nisso, são golpistas, sem respeito pela democracia, porque eu estou no pleno exercício de minha função de presidenta da República”, acrescentou Dilma.

A presidenta referiu-se ao vazamento de um áudio em que o vice-presidente Michel Temer fala como se o processo de impeachment já tivesse sido aprovado pela Câmara dos Deputados. No áudio, classificado por Temer como mensagem de “palavra preliminar à Nação brasileira”, o vice-presidente diz que precisa estar preparado para enfrentar os “graves problemas que afligem” o Brasil, caso os senadores decidam a favor do afastamento de Dilma. Ele lembra, porém, que a decisão do Senado deve ser aguardada e respeitada.

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.



2 comentários

  1. O Brando

    Editor fez o post com uma mão só. A outra estava fechada e erguida enquanto ele gritava “fascistas, golpistas, não passarão!”
    O mais engraçado é que o slogan “não passarão” foi usado originalmente usado na primeira guerra pelo general francês Robert Neville na batalha de Verdun. A Passionária usou a criatividade típica da esquerda e chupinhou para usar contra o Franco na guerra civil espanhola. A resposta do generalíssimo foi: “Hemos pasado!” (Passamos!).
    Outra frase menos famosa da Dona Isidora Ibarrurri Gomez é:”Vale mais matar 100 inocentes do que deixar escapar um só culpado.” Fãs do Stalin são assim.

  2. Alfran Caputi

    Com esssa acusação, a presidente Dilma acaba de dizer que não existe 3º turno, que isso é só conversa. Os dois que ela esta acusando de golpe são seus companheiros de chapa e foram eleitos juntos com ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *