CongressoMídiaPolítica

POLÍTICA. Dilma vai à ONU, com dois compromissos. Um é, em discurso, denunciar o “golpe constitucional”

Presidente Dilma embarcou ontem em Brasília. Retorno, depois dos compromissos em Nova Iorque, será neste sábado
Presidente Dilma embarcou ontem em Brasília. Retorno, depois dos compromissos em Nova Iorque, será neste sábado

O compromisso oficial da presidente Dilma Rousseff, em Nova Iorque, para onde embarcou nesta quinta-feira, é a assinatura do Acordo sobre Mudança de Clima. Mas também vai fazer contatos com a mídia internacional e, provavelmente, aproveitar os cinco minutos que tiver para falar na ONO, para denunciar o que considera ser um “golpe constitucional”,  do qual é vítima.

Para saber mais da viagem presidencial, confira o material produzido pela Agência Brasil. A reportagem é de Paulo Victor Chagas, com foto de Marcelo Camargo. Acompanhe:

Dilma embarca para Nova York e Temer assume a Presidência em exercício

A presidenta Dilma Rousseff embarcou nesta manhã para Nova York, onde vai participar da cerimônia de assinatura do Acordo de Paris sobre Mudança do Clima e aproveitar entrevistas para repetir a tese de que está sofrendo um golpe parlamentar. Ao lado de outros líderes mundiais, ela participa dos eventos nos Estados Unidos nesta sexta-feira (22) e deve retornar ao Brasil no sábado (23).

A presidenta embarcou em um helicóptero para a Base Aérea de Brasília, do Palácio da Alvorada, residência oficial, às 9h30. No lado de fora, na área reservada para estacionamento, um grupo de simpatizantes promovia um café da manhã contra o impeachment e de apoio à presidenta.

Esta é a primeira vez que Dilma deixa o país após a abertura do processo de impeachment ter sido aprovada na Câmara dos Deputados. Nessa quarta-feira (20), o senador Raimundo Lira (PMDB-PB) foi indicado para presidir a comissão especial que vai analisar a admissibilidade do processo contra a presidenta no Senado.

Durante o período que Dilma estiver em Nova York, o vice Michel Temer ficará na Presidência em exercício. Temer, que está em São Paulo, retorna no fim da tarde a Brasília. Ele permanecerá na capital federal nos próximos dias. Temer tem dedicado os últimos dias a conversar com diferentes pessoas sobre soluções para os problemas do país e ouvido opiniões sobre a montagem de seu eventual governo, caso a presidenta seja afastada pelo Senado.

O momento é de ouvir, disse um dos interlocutores do vice-presidente. De acordo com o presidente em exercício do PMDB, senador Romero Jucá (PMDB-RR), que ocupa o cargo após Temer ter se licenciado, ele não está parado e vai fazer qualquer anúncio quando “juridicamente” isso for possível.”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Cunha mandou dois deputados para ouvirem discurso e se colocaram a disposição da ONU e imprensa para contraditar o que for dito.
    Para isto a Câmara tem recursos, mas para trazer Fernando Baiano depor no Conselho de Ética falta grana.
    Prioridade do Cunha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo