EconomiaPolítica

CONJUNTURA. Carlos Costabeber, o problema da descontinuidade e, enfim, equipe econômica “de luxo”

carlinhos chamada“…A rotina de substituição dos gestores a cada mudança de governo leva a uma descontinuidade de processos em andamento. Aqueles que entram “querem mostrar serviço” (sempre visando os interesses partidários e as próximas eleições), alterando rotinas e decisões anteriores ao seu bel prazer. Um escândalo !

O pior é que não se vislumbra uma mudança nessa danosa cultura! Basta ver que o novo Ministério Temer foi montado visando obter maioria no Congresso. Felizmente, o Presidente, prisioneiro dessa cultura política, teve liberdade para escolher um “2º. escalão de luxo”. A começar pela área mais importante e sensível, que é a da economia…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra do artigo ““Devagar, que tenho pressa””, de Carlos Costabeber – graduado em Administração e Ciências Contábeis pela UFSM (instituição da qual é professor aposentado), com mestrado pela Fundação Getúlio Vargas em São Paulo, com especialização em Qualidade Total no Japão e Estados Unidos. Presidiu a Cacism, a Câmara de Dirigentes Lojistas e a Associação Brasileira de Distribuidores Ford. É diretor da Superauto e do Consórcio Conesul.

OBSERVAÇÃO DO EDITOR: a foto que você vê aqui é de Reprodução.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Desemprego ainda deve aumentar. Dinheiro para o funcionalismo iria faltar lá por outubro ou novembro,
    Brasil não sabe onde quer chegar, qualquer caminho serve.
    Existem quase 30 partidos no Congresso, ou fazem barganha ou paralisa o governo. Nível dos parlamentares é baixo, gente “famosa” ou que sabe arrecadar grana para a próxima eleição. Basicamente gente sem qualificação.
    Aí entra o beco sem saída. Qualquer eleição futura será feita nestas condições. Não adianta constituinte exclusiva, eleições gerais extras.
    Culpado desta barafunda? STF. Acabou com a cláusula de barreira. “É o massacres das minorias”, “melhor atomização do que certas fusões”.
    É um problema, os “idealistas” do Brasil são burros: miram no que veem e acertam no que não enxergam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo