Destaque

EDUCAÇÃO. Estudantes ocupam 8ª Coordenadoria e entregam resposta ao governo: seguirão nas escolas

Grupo de estudantes levou tambores e apitos para a 8ª CRE. Eles recusam proposta do governo e dizem que não sairão das escolas
Grupo de estudantes levou tambores e apitos para a 8ª CRE. Eles recusam proposta do governo e dizem que não sairão das escolas

Na versão online do jornal A RAZÃO, com foto de GABRIEL HAESBAERT

Um grupo de cerca de 30 estudantes ocupou por volta das 14h40 desta sexta-feira, 10, a sede da 8ª Coordenadoria Regional de Educação (8ª CRE) em Santa Maria.

Eles foram levar a resposta sobre as propostas do governo para desocupação dos colégios estaduais, cujo prazo estabelecido para a saída dos jovens se encerra neste sábado, 11. No documento de uma folha, em que há apenas os nomes das oito escolas ocupadas na cidade, os jovens informam que não pretendem deixar os colégios porque não concordam com a proposta do Estado. Eles dizem que não há garantias de que as promessas serão cumpridas.

Os estudantes alegam que foram até a 8ª CRE nesta sexta-feira porque, na tarde de quinta-feira, eles não puderam entrar no prédio, localizado na Avenida Presidente Vargas. Eles pretendiam entregar a resposta às propostas da secretaria, já que era o último dia do prazo para se pronunciarem. Contudo, ao chegar na Coordenadoria na tarde de quinta-feira, o portão de acesso estava fechado. A atitude causou revolta entre os jovens.

“Viemos aqui hoje pelo desrespeito de não nos atenderem na quinta-feira”, afirma o estudante Leonardo Dutra, do colégio Maria Rocha, um dos estabelecimentos ocupados. Ele ressalta que a coordenadora regional de Educação, Simone Rodrigues, foi recebida nas escolas ocupadas para levar as propostas da Secretaria da Educação.

Tambores e apitos impedem trabalho

Nesta tarde, os estudantes levaram tambores e apitos. Com o barulho, os 60 funcionários da 8ª CRE alegam que não conseguem trabalhar. A promessa dos alunos é ficar no prédio até o horário do fechamento, às 17h30.

Quem recebeu o grupo esta tarde foi a coordenadora adjunta, Jussara Canfield Finamor. Ela disse que Simone não foi trabalhar nesta sexta-feira porque está fazendo um tratamento de saúde.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Na versão online do jornal A RAZÃO, com foto de GABRIEL HAESBAERT

Um grupo de cerca de 30 estudantes ocupou por volta das 14h40 desta sexta-feira, 10, a sede da 8ª Coordenadoria Regional de Educação (8ª CRE) em Santa Maria.

Eles foram levar a resposta sobre as propostas do governo para desocupação dos colégios estaduais, cujo prazo estabelecido para a saída dos jovens se encerra neste sábado, 11. No documento de uma folha, em que há apenas os nomes das oito escolas ocupadas na cidade, os jovens informam que não pretendem deixar os colégios porque não concordam com a proposta do Estado. Eles dizem que não há garantias de que as promessas serão cumpridas.

Os estudantes alegam que foram até a 8ª CRE nesta sexta-feira porque, na tarde de quinta-feira, eles não puderam entrar no prédio, localizado na Avenida Presidente Vargas. Eles pretendiam entregar a resposta às propostas da secretaria, já que era o último dia do prazo para se pronunciarem. Contudo, ao chegar na Coordenadoria na tarde de quinta-feira, o portão de acesso estava fechado. A atitude causou revolta entre os jovens.

“Viemos aqui hoje pelo desrespeito de não nos atenderem na quinta-feira”, afirma o estudante Leonardo Dutra, do colégio Maria Rocha, um dos estabelecimentos ocupados. Ele ressalta que a coordenadora regional de Educação, Simone Rodrigues, foi recebida nas escolas ocupadas para levar as propostas da Secretaria da Educação.

Tambores e apitos impedem trabalho

Nesta tarde, os estudantes levaram tambores e apitos. Com o barulho, os 60 funcionários da 8ª CRE alegam que não conseguem trabalhar. A promessa dos alunos é ficar no prédio até o horário do fechamento, às 17h30.

Quem recebeu o grupo esta tarde foi a coordenadora adjunta, Jussara Canfield Finamor. Ela disse que Simone não foi trabalhar nesta sexta-feira porque está fazendo um tratamento de saúde.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo