Coluna

IMPRESSA. Na edição desta quinta, o último prazo para dois protagonistas. É hoje ou só em 2 ou 4 anos

Você confere a seguir, na íntegra, a coluna do editor do sítio, publicada na edição desta quinta, 2 de junho, no jornal A Razão:

A questão é: Tubias Calil (Infraestrutura) e/ou Silvana Guerino (Educação) permanecem ou não nos seus cargos? (Fotomontagem Pedro Pereira)
A questão é: Tubias (Infraestrutura) e/ou Silvana (Educação) permanecem ou não nos seus cargos? (Fotomontagem Pedro Pereira)

É hoje. Ou só dentro de dois ou quatro anos

Até o momento em que a coluna era fechada, não havia informação oficial. Então, fiquemos assim: esta quinta, 2 de junho, é o dia definitivo para uma decisão de dois dos principais secretários do governo municipal.

Tubias Calil (Infraestrutura) e Silvana Guerino (Educação), se continuarem trabalhando estão fora da eleição municipal. E o PMDB terá que buscar (se é que já não sabe) outro para compor o chapão governista montado em torno de Fabiano Pereira, do PSB.

Na hipótese, que muitos consideram mais provável, de permanência de ambos no secretariado, qualquer sonho eleitoral, se existir, estará adiado para 2018, quando podem concorrer a deputado, ou 2020 – de novo no pleito municipal.

Em tempo: a data, fixada pelo calendário eleitoral, é a última para desincompatibilização não só de secretários municipais. Outros ocupantes de cargos públicos, se quiserem concorrer, também devem deixar as funções. Exemplo? Delegados.

ALIADOS DO PSB…

Do blogue do PSB/RS, sobre encontro do partido, domingo, na cidade: reuniu, “além de lideranças socialistas, representantes dos partidos que apoiam a pré-candidatura do PSB à Prefeitura: PMDB, PTB, PSD, PV, Rede e PMN.”

…SEGUNDO O PSB

Donde se conclui duas coisas. Uma é que os aliados óbvios, porque parceiros também no governo do Estado, estão juntos. Outra é que o PSB não vê o PP, com o qual pretendia contar, apoiando Fabiano Pereira.

UM SILÊNCIO PRA LÁ…

Ninguém duvida, dentre os que têm mínimo conhecimento histórico sobre a política gaúcha, que o maior nome do MDB, e depois do PMDB, nos últimos 50 anos, atende por Pedro Simon, multilíder do Partido que presidiu por décadas.

…DE ENSURDECEDOR

Pois, outro dia, no Feicebuqui, o colunista leu e pensou: “ele está certo”. Ele, no caso, foi um magistrado aposentado, que escreveu: “Pedro Simon está estridentemente quieto.” A pergunta é: por quê?

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo