EducaçãoUFSM

NÃO CUSTA LEMBRAR. Paralisação dos técnicos da UFSM completava um mês. Mas havia um problema

Confira a seguir trecho da nota publicada na madrugada de 28 de junho de 2015, domingo:

UFSM. Técnicos administrativos já estão em greve há um mês. Mas não há paralisação da atividade escolar

São cerca de 50 instituições federais com os técnicos administrativos em greve. Há também um punhado delas em que os docentes também pararam. Não é o caso de Santa Maria, onde a paralisação, ainda que afete alguns setores (como Restaurantes Universitários e Bibliotecas), está sem a adesão dos professores, o que inviabiliza maiores prejuízos à atividade escolar.

Mas, e como está a greve que, por sinal, não obteve, como pretendia, a adesão do Conselho Universitário (na sexta, reunião do colegiado aprovou apenas apoio às reivindicações, não ao movimento), e que não conta com negociações efetivas com o governo federal? Confira no material produzido e distribuído pela assessoria de imprensa da Assufsm, que representa a categoria:

GREVE dos Técnico-administrativos em Educação da UFSM completa um mês

Neste domingo, 28, a greve dos Técnico-administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (TAEs) completa um mês em tod o Brasil. No momento, segundo informações da…”

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI                 

PASSADO EXATAMENTE UM ANO da publicação da nota, que se diga: a paralisação se estendeu ainda por um punhadão de tempo. No entanto, o fato de não impedir a realização das aulas impediu que se tornasse “visível”. É, diga-se, o grande problema de qualquer greve de técnico-administrativos. Sozinha, não para a Universidade e, portanto, é pouco notada – exceto, claro, nos outros processos (importantes) da administração.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo