AssembleiaEstadoPolíticaTrabalho

ASSEMBLEIA. Derrubada dos vetos de Sartori. Para o governador, ‘inoportuna’. Valdeci diz que é um ‘alerta’

Galerias lotadas de servidores beneficiados com o aumento que entra em vigor imediatamente. Todos os vetos foram derrubados na AL
Galerias lotadas de servidores beneficiados com o aumento que entra em vigor imediatamente. Todos os vetos foram derrubados na AL

LÁ EMBAIXO VOCÊ TEM LINQUE DE ACESSO PARA A POSIÇÃO DO GOVERNADOR SARTORI

Por TIAGO MACHADO (texto e foto), da Assessoria de Imprensa do Parlamentar

O governador José Ivo Sartori foi derrotado nesta terça (12), na Assembleia Legislativa, na tentativa de vetar o reajuste salarial de 8,13% a uma série de categorias de servidores do Estado. O reajuste havia sido aprovado pelos deputados estaduais em maio e contempla os funcionários do Tribunal de Justiça, do Ministério Público, da Defensoria Pública, do Tribunal de Contas e da Assembleia Legislativa.

Valdeci, com servidores que estavam nas galerias: foi um “aviso ao governador: interrompa a política de precarização do serviço público e dos serviços essenciais”
Valdeci, com servidores das galerias: foi um “aviso ao governador: interrompa a política de precarização do serviço público e dos serviços essenciais”

A bancada do PT no Parlamento gaúcho votou fechada pela derrubada dos vetos do Executivo. Parte da base do governo também acompanhou a posição dos deputados da oposição. “Defendemos que esse mesmo reajuste seja concedido aos servidores do Executivo, que têm de conviver mês após mês com o pagamento parcelado de salários, a principal marca do governo Sartori”, afirmou o deputado Valdeci Oliveira (PT).

Para Valdeci, a derrubada dos vetos representa uma reação à paralisia administrativa e política da atual gestão. “O Parlamento deu um aviso ao governador: interrompa a política de precarização do serviço público e dos serviços essenciais, dialogue com as categorias e comece a criar programas e projetos concretos para o desenvolvimento do Estado”, afirmou.

O governador José Ivo Sartori (com o vice José Cairoli, na foto) lamentou a decisão dos parlamentares, nesta terça. Ela tem que ser respeitada, mas foi “inoportuna”
O governador José Ivo Sartori (com o vice José Cairoli, na foto) lamentou a decisão dos deputados, nesta terça. Ela tem que ser respeitada, mas foi “inoportuna”

Conforme Valdeci, o desafio agora é evitar que a Lei do Orçamento 2017 do Estado preveja congelamento de recursos e investimentos. “O governo tem de trabalhar para apresentar alternativas. O discurso permanente da recessão é desculpa para não se fazer nada. No governo Tarso, com todas as dificuldades, se conseguiu valorizar o conjunto dos servidores e ainda fazer investimentos importantes na infraestrutura”, acrescentou.

LEIA TAMBÉM:

Deputados derrubam vetos à recomposição salarial de servidores”,de Renato Chiappini Annes (texto) e Vinícius Reis (foto galerias), da Agência de Notícias da AL (AQUI)

Governo do RS diz que derrubada de vetos é inoportuna”, no Correio do Povo Online, com foto (do governador) de Mauro Schaffer (AQUI)

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Valdeci é um piadista. Tarso, o intelectual, o que não pagou o piso prometido, deu aumentos salariais sem saber se teria dinheiro para pagar porque o importante é ganhar eleições. Daí sai o parcelamento.
    O que se pode concluir? Valdeci eleito fará a mesma coisa. Aumentará os salários do funcionalismo mesmo que no futuro a bomba estoure. Não vai ser na mão dele mesmo. O importante é o “puder”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo