Santa MariaSegurança

CIDADE. Segue busca dos matadores de Shelli. E a polícia encontra documentos da jovem morta na sexta

shelliPor RAUL PUJOL, do jornal A Razão, com foto de Reprodução

Os documentos da relações públicas Shelli Uilla da Rosa Vidotto, 27 anos, assassinada na noite da última sexta-feira, após ser assaltada, no Bairro Dores, foram encontrados na noite de segunda-feira. Segundo o titular da 1ª Delegacia de Polícia Civil, o delegado Laurence de Moraes Teixeira, os pertences da jovem estavam jogados em uma lixeira. O material foi encontrado na Travessa Paissandu, Bairro Menino Jesus, não muito longe da região onde a jovem foi morta.

Essa seria a última pista da Polícia Civil, que hoje (terça) à noite continuava as buscas por suspeitos do crime. Shelli foi morta por volta das 21h na Rua Bento Gonçalves, atrás do Colégio Coração de Maria. Dois homens atravessaram a rua e colocaram Shelli contra a parede. Em seguida, eles fugiram com a bolsa da jovem, que saiu atrás dos ladrões. Ela levou três facadas, foi atendida pelo Samu e Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos.

A jovem, que era de Santiago, se mudou para Santa Maria para cursar Relações Públicas na Universidade Federal. Atualmente ela era diretora de uma empresa de cosmésticos. Antes, ela havia trabalhado em um escritório de advocacia. A morte de Shelli é o 30º assassinato do ano em Santa Maria e o 3º latrocínio (roubo com morte) em 2016 no município.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo