EducaçãoEstado

EDUCAÇÃO. Ministério Público é o “fiador” de acordo que leva à desocupação de todas as escolas estaduais

Olavo Bilac, uma das primeiras escolas ocupadas. E também no grupo derradeiro das que são liberadas pelos alunos (foto Feicebuqui)
Olavo Bilac, uma das primeiras escolas ocupadas. E também no grupo derradeiro das que são liberadas pelos alunos (foto Feicebuqui)

Não há dúvida alguma: o Ministério Público é uma espécie de “fiador” do acordo que ele próprio encaminhou. Assim, as últimas escolas estaduais ainda ocupadas (são cinco em Santa Maria) devem ser liberadas, mediante condições expressas no documento assinado nesta segunda-feira.

Mais detalhes você econtra em material publicado originalmente na versão online do Diário de Santa Maria. O texto é de Dandara Flores Aranguiz. Acompanhe:

Após assinatura de acordo, escolas de Santa Maria devem ser liberadas

Após diversas reuniões entre Ministério Público, 8ª Coordenadoria Regional de Educação (8ª CRE), professores, responsáveis e estudantes representantes das ocupações, as cinco escolas estaduais de Santa Maria que permaneciam ocupadas assinaram, na manhã desta segunda-feira, um termo de acordo para a desocupação das instituições. 

No documento, elaborado na quinta-feira, em audiência na Promotoria de Educação do MP, consta que o Estado fica comprometido em realizar obras reivindicadas pelos estudantes, como a construção de áreas de esporte, assim como cumprir o compromisso discutido no processo da vara de conciliação de Porto Alegre, que diz respeito à merenda, projetos de leis, obras, nomeação de professores, entre outros.

Além disso, fica criado um Fórum Permanente, composto por alunos de Santa Maria e região, com o objetivo de trazer, constantemente, questões do ambiente escolar que precisam de respostas.

Na tarde desta segunda-feira, uma equipe da 8ª CRE percorria as instituições para realizar uma vistoria em cada prédio. Sendo assim, as escolas Augusto RuschiOlavo BilacManoel Ribas (Maneco)Margarida Lopes eMaria Rocha devem ser desocupadas…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI (se você for assinante do jornal ou não tiver esgotado a quota mensal de dez notas gratuitas)

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo