JudiciárioSanta MariaSegurança

CIDADE. Acusado da morte de Shelli Vidoto deixa a condição de denunciado e passa a ser réu no processo

Por RAUL PUJOL (com foto de Reprodução), no jornal A RAZÃO (online)

Acusado de assassinar Shelli Vidotto está preso desde 15 de julho
Acusado de assassinar Shelli Vidotto está preso desde 15 de julho

O acusado de ter matado Shelli Uilla da Rosa Vidotto, 27 anos, no dia 8 de julho, em Santa Maria, agora virou réu. O Ministério Público (MP) denunciou Bruno Laurindo Borges, 24 anos, por latrocínio (roubo seguido de morte) e corrupção de menores. O juiz Ulysses Fonseca Louzada, que responde interinamente pela 4ª Vara Criminal, aceitou a denúncia apresentada pelo MP.  A partir de agora os advogados do réu, Sérgio dos Santos Lima e Wedner Costódio Lima, possuem um prazo de dez dias para apresentarem uma defesa.

Borges está preso desde o dia 15 julho, na Penitenciária Estadual de Santa Maria (PESM), no distrito de Santo Antão. O inquérito do delegado Laurence de Moraes Teixeira, da 1ª Delegacia de Polícia (1ªDP), concluiu que o jovem é o autor da morte de Shelli, assassinada com três facadas, duas no braço esquerdo e uma na região do coração, na Rua Bento Gonçalves, no Bairro Dores.

Na noite do crime, uma adolescente de 16 anos estava junto com Borges.  Ela está sob a guarda do Conselho Tutelar.  A participação da menor é investigada pela delegada Luiza Sousa, titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo