Coluna

Beco tem que ter saída? – por Bibiano Girard

bibianoTem quem chame rua sem saída de beco. Em Copacabana, o Beco das Garrafas não tinha saída, pelo menos para os carros e pessoas, mas deu passagem para a geração Bossa Nova.

No dicionário, beco é sinônimo de rua estreita, viela difícil para o trânsito. Nos becos, o vizinho da frente olha as horas no relógio de parede do apartamento do outro lado da rua.

Santa Maria, cidade absurdamente desgovernada em suas fases de crescimento, adotou os becos para fazer caber mais gente.

É beco aqui, na Tela, no Beijo, no Camobi. O da foto, para os desavisados, parece até uma garagem, mas é a Travessa Lucas Barbosa. Para mim, sempre foi o beco do pixo.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo