Coluna

IMPRESSA. Na coluna deste sábado, as bandeiras e o trololó eletrônico. Assim será a campanha, até o final

Você confere a seguir, na íntegra, a coluna do editor do sítio, publicada na edição deste sábado, 15 de outubro, no jornal A Razão:

Bandeiras na rua. Talvez o único instrumento visível da campanha. E dificilmente vai mudar até o final do segundo turno (foto Arquivo)
Bandeiras na rua. Talvez o único instrumento visível da campanha. E dificilmente vai mudar até o final do segundo turno (foto Arquivo)

Trololó e bandeiras. Assim até o último dia

A carência de recursos financeiros, registrada já no primeiro turno, se repete agora. Tanto Valdeci Oliveira quanto Jorge Pozzobom estão com pouca munição econômica. A ponto de exercitarem ao máximo a criatividade, visando a obtenção do troco necessário, por exemplo, à manutenção do trololó eletrônico de bom nível.

Enfim, a propaganda no rádio e na TV é o principal instrumento, ou pelo menos o mais dispendioso. Os outros recursos são os mesmos da etapa inicial. Muitas caminhadas, reuniões setoriais e até com a participação dos novos cabos eleitorais, conquistados junto aos partidos derrotados no primeiro turno.

O diabo é que, como contou fonte graúda, até mesmo recursos para os “bandeireiros” anda escasso. Assim é que, e esse talvez seja o aspecto mais positivo dessa campanha eleitoral, vale muito o discurso. Pode-se concordar ou discordar, mas ele existe. Muito mais que a maquiagem vista noutras campanhas. Sim, é preciso buscar algo positivo. E é isso, talvez.

UM ELOGIO QUE….

Alguém poderá dizer, não sem razão, que ambos fazem a sua obrigação – afinal, foram eleitos para trabalhar de deputados. Mas, convenhamos, o elogio se impõe porque essa não tem sido a regra, Legislativo e Eleições por aí afora.

…OS DOIS MERECEM

No caso, quem merece loas são os dois candidatos a prefeito de Santa Maria que, ainda que se possa dizer protocolarmente, mantêm sua participação na Assembleia Legislativa, se apresentando às sessões deliberativas.

JÁ HÁ QUEM PENSE…

Seria inacreditável, não conhecêssemos a política parlamentar da comuna. Pois não é que já há quem esteja articulando a eleição para a Mesa Diretora da próximo ano na Câmara, com nova Legislatura por iniciar.

…NA PRÓXIMA MESA

O mais curioso de tudo é que a articulação passa por vereadores eleitos por siglas que perderam a eleição no primeiro turno. Resumindo: no mínimo, espere-se o resultado do pleito. PSDB ou PT tem, goste-se ou não, papel preponderante.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo