EstadoPolíticaTrabalho

NÃO CUSTA LEMBRAR. Aos trancos e barrancos, e servidores estaduais festejariam: receberam em dia

Confira a seguir trecho da nota publicada na madrugada de 29 de novembro de 2015, domingo:

ESTADO. Faltam R$ 300 milhões e servidores podem receber em até cinco frações. 65% terão tudo segunda

É a situação do funcionalismo estadual gaúcho. A melhor informação é que, ao amanhecer de segunda, cerca de dois terços dele terá recebido o salário de novembro integralmente. A partir daí, convenhamos, é algo meio surreal. Conforme o salário de cada um, o pagamento pode se dar em até cinco frações, ao longo do dia, conforme for entrando troco nas burras do Estado.

A quitação dependerá, basicamente, da confirmação do repasse de R$ 302 milhões oriundos da GM, conforme lei aprovada terça passada, na Assembleia. Pode acontecer ou não, no primeiro dia da semana. Até a última sexta, o governo tinha R$ 600 milhões em caixa para pagar o funcionalismo (a folha, líquida, se aproxima de R$ 1 bilhão) e já contava como certo atrasar a parcela da dívida com a União (R$ 270 milhões), além de troco devido a municípios (transporte escolar) e hospitais, por exemplo…”

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI                    

PASSADO EXATAMENTE UM ANO da publicação da nota, para simplificar: o troco da GM entrou e todo mundo recebeu em dia. Já, hoje, R$ 300 milhões é, talvez, o disponível em caixa. Já o restante…

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo