Destaque

COLUNA. Nesta terça, em A Razão, Pozzobom e sua tacada de superaltíssimo risco. Ah, e a base encolhida

Se o que pretendia era surpreender, o prefeito Jorge Pozzobom conseguiu, ao anunciar o secretariado (foto Gabriel Haesbaert/A Razão)
Se o que pretendia era surpreender, o prefeito Jorge Pozzobom conseguiu, ao anunciar o secretariado (foto Gabriel Haesbaert/A Razão)

“…Enfim, o secretariado. As últimas (e guardadas a sete-chaves) nominações foram as dos técnicos Rossana Schuch Boeira (Procuradoria), Lúcia Madruga (Educação) e Jean-Pier de Vasconcellos Esquia (Finanças). Surpreendeu a acumulação de funções de Guilherme Cortez – além da estratégica Casa Civil, também responderá pela pasta de Gestão e Modernização Administrativa.

Nada, porém, mas nada meeeesmo, surpreendeu mais que o anúncio do prefeito eleito Jorge Pozzobom de que ele próprio será o Secretário de Saúde. Afora inusitado (José Farret já ocupou a função, mas era o vice, e não o prefeito), o propósito de Pozzobom, a par de oferecer com ainda mais clareza a informação de que Saúde é, sim, a prioridade máxima do governo, também impõe o óbvio: se trata de uma aposta de…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Único risco que Pozzobom corre é não ter um secretário para colocar a culpa se algo der errado. Porque ele poderia colocar o Drauzio Varella de secretário, saísse bobagem a culpa seria de Pozzobom; a primeiríssima prioridade do governo dele teria fracassado. Alás, precisa fazer tudo certo e ainda por cima ter um pouco de sorte. Se quem ganha a vida jogando conversa fora e produzindo textos de quando em vez faz bobagens, imagine quem toca a saúde de um município.
    Camara de Vereadores é diferente da Assembléia Legislativa e do Congresso. Fora alguns planos municipais (que não influem muito no dia a dia da administração) e o orçamento, não tem muita coisa relevante a ser votada no Casarão da Vale Machado.
    Aí vem o caso da acumulação da prefeitura com a secretaria. Padrão até agora é o prefeito se encastelar no gabinete e ficar fazendo reuniões estéreis, administrando conflitos e cobrando da administração o que é cobrado dele. Casos não faltam, mas basta lembrar o Gabinete de Gestão Integrada. Só para discutir o assunto dos estudantes na praça Saturnino de Brito se reuniram uma penca de vezes, lá pela quarta ou quinta decidiram fazer alguma coisa. Ou seja, se o prefeito não ficar atrás de uma mesa esperando os problemas chegarem nele, periga a administração funcionar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo