JudiciárioSanta MariaTragédia

NÃO CUSTA LEMBRAR. Então, Kiko pretendia levar “mais gente” junto dele no processo da Kiss. Queria…

Confira a seguir trecho da nota publicada na madrugada de 15 de dezembro de 2015, terça:

KISS. Em entrevista, Elissandro Spohr diz que quer ser lembrado por ter ‘arrastado mais culpados ao processo’

Por FABRÍCIO MINUSSI (texto) e GABRIEL HAESBAERT (foto), na versão online do jornal A Razão

Perguntado sobre como acha que será lembrado em relação ao incêndio na Boate Kiss, que matou 242 pessoas na madrugada de 27 de janeiro de 2013, Elisandro Spohr, o Kiko, um dos sócios da casa noturna respondeu: “Se houver Justiça nesse mundo, como aquele que arrastou para o processo criminal todos aqueles poderosos que se esconderam atrás dos seus cargos e se protegeram jogando a culpa toda para os quatro mais fracos.”

Um dia após o depoimento do também sócio da Kiss, Mauro Hoffmann, no encerramento da fase de instrução do processo criminal, Kiko concedeu entrevista para A Razão. O dono da Kiss e ex-músico falou, pela primeira vez a um veículo de imprensa de Santa Maria, sobre arrependimento, culpa, omissão, luto e punição…”

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI                        

PASSADO EXATAMENTE UM ANO da publicação da nota, o processo anda, com recursos no âmbito do Tribunal de Justiça. Mas os réus seguem apenas os quatro, inclusive o entrevistado Kiko.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo