Estado

SARTORI. Presidente da Assembleia Legislativa já analisa o pedido de impeachment do governador

POR MAIQUEL ROSAURO

A ação movida pelo CPERS que pede o impeachment do governador José Ivo Sartori chegou à presidência da Assembleia Legislativa. Confira na matéria do jornal Correio do Povo:

Pedido de impeachment de Sartori chega à presidência da Assembleia

Após reassumir a presidência da Assembleia Legislativa, a presidente Silvana Covatti (PP) deve analisar, nos próximos dias, o pedido de impeachment do governador José Ivo Sartori (PMDB), protocolado pelo Cpers Sindicato. A solicitação, baseada em atrasos recorrentes de salário dos servidores do Executivo, tramita há três meses na Casa.

O pedido permaneceu em análise na Procuradoria da Assembleia até essa segunda e chegou hoje à mesa da deputada. A base jurídica usada pelo Cpers é a obrigação legal de que o Estado quite os vencimentos do funcionalismo no último dia útil de cada mês. Se não for arquivado pela progressista, o pedido de impeachment segue para a análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia.

Apesar de acreditar que dificilmente o pedido seja levado adiante, a presidente do Cpers, Helenir Schürer, destacou que a solicitação está bem fundamentada. “

Agora depende dos deputados colocarem a mão na consciência e votarem favoravelmente. Há meses temos uma liminar judicial que impede o governador de parcelar os salários e essa vem sendo descumprida”, afirmou.

CLIQUE AQUI para ler na íntegra.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo