EstradasSanta Maria

ESTRADAS. Com a Travessia Urbana, ok. Mas há um temor na RSC 287: pedágio ainda no território de SM

João Kaus, Manoel Badke e Daniel Diniz realizaram reunião com representante do DNIT na quarta-feira, 22 (Foto João Kaus/Reprodução)

Por MAIQUEL ROSAURO, Especial para o Site

Os vereadores João Kaus (PMDB), Manoel Badke (DEM) e Daniel Diniz (PT), representantes da Comissão Especial que trata das obras das BRs 158 e 287, têm boas notícias e algumas preocupações sobre as rodovias que cruzam o município. Na quarta-feira, eles realizaram uma reunião com o coordenador da Travessia Urbana, engenheiro João Carlos Tonetto, do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). O objetivo era se inteirar em relação ao avanço das obras.

“O viaduto do Trevo do Castelinho tem previsão de entrega com trânsito liberado em 60 dias”, afirmou Kaus através das redes sociais.

Já Diniz utilizou o Grande Expediente da Câmara, na sessão de quinta (23), para divulgar mais detalhes da visita que irá gerar um futuro relatório da comissão. Segundo ele, o projeto foi alterado no final da Rua Duque de Caxias. Onde seria feita uma passagem inferior com retorno, será construído um viaduto com mais de 200 metros de extensão.

Outro local importante é o Trevo da Uglione, onde passam 45 mil veículos por dia. Naquele ponto haverá oito passagens inferiores e superiores, cuja obra levará 18 meses para ficar pronta. O Dnit já estuda rotas paralelas para não trancar o trânsito no local quando a obra iniciar.

Conforme o parlamentar, os deputados gaúchos viabilizaram R$ 75 milhões que serão aplicados na Travessia Urbana este ano.

“Nos preocupa a partir de setembro e a partir do ano que vem. É importante que cada vereador também se articule com seus representantes para conseguirmos manter estes investimentos”, ressaltou Diniz.

O petista também demonstrou preocupação em relação ao futuro da BR 287 dentro da cidade.

“Recebemos a informação da possibilidade da Faixa Nova de Camobi – do viaduto próximo à Rodoviária até o trevo do Aeroporto – voltar a ser responsabilidade do DAER (Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem). Vocês lembram o que era o antes e o que é hoje, uma rodovia sinalizada, com acostamento e laterais roçadas”.

Por fim, Diniz falou sobre a possibilidade de um pedágio na RSC-287.

“Há possibilidade inclusive de ter um pedágio entre Santa Maria e a localidade Palma. Esta comissão gostaria que todos os vereadores se envolvessem neste processo. Temos que ficar atentos com a possibilidade de várias rodovias do entorno estarem no próximo período pedagiadas. É uma notícia que preocupa a toda população santa-mariense”, ressaltou.

Em 10 de maio do ano passado, a Assembleia Legislativa aprovou a proposta de concessão de rodovias estaduais à iniciativa privada pelo prazo de 30 anos. O trecho da RSC-287, entre Santa Maria e Paraíso do Sul, é um dos apontados pelo governo Sartori para instalação de um pedágio.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo