CRISE POLÍTICA. Taí o áudio de Temer com Joesley

CRISE POLÍTICA. Taí o áudio de Temer com Joesley - temer-e-friboiCLIQUE_AQUI_PARA_OUVIR_O_ÁUDIO  (a partir do minuto 11)

(No jornal O Globo, versão online, com imagem de reprodução)

O Supremo Tribunal Federal (STF) divulgou nesta quinta-feira as gravações feitas pelo empresário Joesley Batistas, um dos donos da JBS, e apresentadas como parte da sua delação premiada. Os aqrquivos de áudio foram enviados ao presidente Michel Temer e depois divulgados para a imprensa.
Em uma das gravações, o presidente aparece dando aval para o pagamento de propina ao deputado cassado Eduardo Cunha em troca do silêncio dele. Diante de Joesley, Temer indicou o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para resolver um assunto da J&F (holding que controla a JBS). Posteriormente, Rocha Loures foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados por Joesley.

Temer também ouviu do empresário que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada na prisão para ficarem calados. Diante da informação, Temer incentivou: “Tem que manter isso, viu?”.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI .



5 comentários

  1. O Brando

    Mesmo deixando de lado a corrupção, o que sobra é um bando de incompetentes que só estão na política porque na iniciativa privada morreriam de fome. Pior, quem tem capacidade e honestidade para assumir quer distância de tudo isto aí.
    Ontem, um deputado imprimiu a reportagem d’O Globo, juntou meia dúzia de folhas e protocolou pedido de impeachment (o que diz muito sobre a criatura). Temer não utilizou o cargo para interferir em outro poder, dificil enquadrar em crime de responsabilidade. Esta mais para crime comum, tanto que o STF autorizou abertura de inquerito.
    Lei 12850/13. Art. 2o Promover, constituir, financiar ou integrar, pessoalmente ou por interposta pessoa, organização criminosa:
    Pena – reclusão, de 3 (três) a 8 (oito) anos, e multa, sem prejuízo das penas correspondentes às demais infrações penais praticadas.
    § 1o Nas mesmas penas incorre quem impede ou, de qualquer forma, embaraça a investigação de infração penal que envolva organização criminosa.
    Obstrução de justiça é coisa de enlatado americano, logo toda o circo é para explorar a ignorância da população. Mais uma vez. Educar nem pensar. “Mas faz parte da luta política”.

  2. Jorge

    Ouvindo-se agora a gravação depois do tsunami provocado pelo grupo Globo na primeira notícia sobre o caso, não é nem marolinha. Obviamente que num país decente um presidente pediria renúncia mesmo com o teor “marolinha” das gravações, de qualquer jeito, mas sabendo-se que se mora num Brasil presidencialista de conchavos, que ninguém renuncia por “pouco”, o grupo Globo foi irresponsável quando vendeu muito mais do que aconteceu, colocando em risco até a melhoria da economia que começava a entrar nos eixos de novo. Agora tudo é uma grande incógnita. Cinco linhas (para lhe ajudar a não precisar contar com os dedos, editor).

  3. Jorge

    Olha só, enquanto escrevia todo o texto ficou em cinco linhas na minha tela. Na publicação virou seis. Agora reparo que se o navegador está ocupando a metade da tela, as linhas se adequam e podem virar oito. Então, editor, quantas linhas o senhor vê aí? Como pode definir um critério se o número de linhas que se trabalha varia em função do tamanho do monitor e da tela de edição do navegador?

  4. O Brando

    O inquérito aberto contra Temer aparentemente trata de corrupção passiva e formação de quadrilha.

  5. Jorge

    Agora mais esclarecidos todos os detalhes, ficou evidente as alegações de crime do inquérito. Não é pouco para o cargo de um presidente, por isso esperamos que ele seja mais digno que a teimosa que o antecedeu e renuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *