JornalismoMemóriaMídia

RECUERDOS. Pylla Kroth, creia, não é só do rock. O cara passou um tempão dentro de jornal. Vai daí que…

“…Naquele momento me senti velho mesmo. Me deu aquela dor no peito da saudade. “Isto é uma máquina de escrever textos, mas não se usa mais”. Ele pareceu espantado “Mas por que? é tão bonita!” . “Pois é”, respondi, “Hoje tem o computador e  bla-bla-bla…”. Mas assim que o menino saiu de minha casa com o pai dele, sentei no silêncio de mim mesmo e fiquei por mais de meia hora relembrando o passado e aqueles tempos que não voltarão jamais.

Agradeço à vida por estar com meu cérebro em dia. Depois de o menino sair, fiz uma viagem no tempo. E assim fiz uma destemida viagem na evolução gráfica , tipografia, linotipia, off set plana, rotativa, e por última com seleção de cores. Dentro de oficinas de jornais, atuei em todas áreas: composição, revisão, fotolitos , montagens, enfim. Por vezes até escrevi alguns pedaços de textos incompletos, de alguns jornalistas desatentos.

Conheci todos tipos de letras e, acima de tudo, todo tipo de jornalista. Não vou entrar no…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra da crônica “A máquina do tempo”, de Pylla Kroth. Pylla Kroth  é considerado dinossauro do Rock de Santa Maria e um ícone local do gênero no qual está há mais de 34 anos, desde a Banda Thanos, que foi a primeira do gênero heavy metal na cidade, no início dos anos 80. O grande marco da carreira de Pylla foi sua atuação como vocalista da Banda Fuga, de 1987 a 1996. Atualmente, sua banda é a Pylla C14. Pylla Kroth escreve semanalmente neste espaço.

OBSERVAÇÃO DO EDITOR: a imagem que ilustra esta nota é uma reprodução da internet.

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo