CÂMARA. Audiência pública discute e debate a Lei de Incentivo ao Esporte e ações do Conselho Municipal

CÂMARA. Audiência pública discute e debate a Lei de Incentivo ao Esporte e ações do Conselho Municipal

CÂMARA. Audiência pública discute e debate a Lei de Incentivo ao Esporte e ações do Conselho Municipal - maiquel-audiência-esporte-1

A Comissão formada pelos edis Luci Duartes, Valdir Oliveira, Pastora Lorena , Celita da Silva, João Kaus, Adelar Vargas e Jorge Trindade

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de divulgação/AICV), da Equipe do Site

A Comissão Permanente de Educação, Cultura e Lazer da Câmara de Vereadores realizará na segunda-feira (7), às 14h, no Plenário, audiência pública sobre a Lei de Incentivo ao Esporte. O objetivo é promover um diagnóstico do esporte local e buscar alternativas de melhorar o Programa Municipal de Apoio e Promoção do Esporte (Proesp).

A investigação começou a analisar o tema em abril, após a Associação Parceiros do Clube do Coração (APCC), que possui ligação com o Inter-SM, reclamar da situação aos vereadores. Segundo a APCC, os responsáveis pela análise de projetos para captação de recursos junto ao Conselho Municipal de Esporte e Lazer (CMEL) são também autores de projetos.

“Queremos que todos os segmentos do esporte estejam aqui na segunda-feira. Vamos ouvir e buscar quais caminhos podemos seguir para conseguir melhorias. A própria lei do CMEL será analisada”, avalia o vice-presidente da comissão, vereador Valdir Oliveira (PT).

Para a presidente da comissão, Luci Duartes – Tia da Moto (PDT), é preciso que os recursos atendam um número maior de esportistas.

“Hoje não há uma abertura necessária para que todos possam participar da busca pelos recursos. Também é preciso mudar a forma de ação do Conselho. É a primeira vez que a Câmara promove uma audiência pública para discutir este tema”, analisa a vereadora.

Reclamação unânime

Em 26 de julho, em visita a Santa Maria, o deputado federal João Derly (Rede) reuniu-se com vários esportistas da cidade na AABB. Na ocasião, os atletas foram unânimes ao reclamar da dificuldade de conseguir recursos para participar de competições. Na ocasião, o judoca argumentou que regulamentar a Lei Municipal de Incentivo ao Esporte é a melhor alternativa para resolver o problema.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *