Política

SOBE/DESCE. Um curso na Câmara, uma exoneração e uma retratação pública entre os destaques da semana

Por Maiquel Rosauro

Um curso na Câmara de Vereadores foi um dos principais momentos da política santa-mariense nesta semana. Mas também chamou atenção uma inesperada exoneração e uma retratação pública, ambas envolvendo peemedebistas. Confira abaixo, quem foi bem e, também, quem teve uma semana questionável.

SOBE

Além dos vereadores, presidentes de partidos também marcaram presença no curso ministrado por Serro e Lima. Foto Maiquel Rosauro

⇑ Vilson Serro e Alexandre Lima (PSDB)
O presidente do Iplan e o corregedor geral do município mandaram muito bem, na quinta (31), ao ministrarem um curso sobre captação e aplicação de recursos. O objetivo é buscar mais verba para Santa Maria de uma forma ordenada.

⇑ Fabiano Pereira (PSB)
A Secretaria Estadual de Obras, em parceria com a Corsan, concluiu a perfuração de poço artesiano que irá beneficiar 80 famílias no distrito de Santa Flora. Na sexta (1º), o titular da pasta esteve na localidade para fiscalizar a obra.

⇑ Paulo Pimenta (PT)
O deputado federal cansou de levar desaforo para casa. Quem difamar o petista nas redes sociais, pode ter certeza, irá sofrer uma ação justiça. Até o momento, cinco pessoas já tiveram que se retratar publicamente por ofensas ao deputado.

 

DESCE
⇓ Francisco Harrisson (PMDB)
O vereador foi uma dos que teve que se retratar com Pimenta. Na quarta (29), ele fez uma postagem pública desculpando-se por uma ofensa realizada em fevereiro, no Facebook. Em entrevista ao site, o parlamentar assumiu a responsabilidade pelo erro.

⇓ Admar Pozzobom (PSDB)
O presidente da Câmara protocolou um projeto de lei que visa denominar de “Boca Maldita” o espaço de convivência localizado nas imediações da Galeria Chami, junto ao Calçadão. Em uma análise inicial, é difícil encontrar uma utilidade para esta lei.

⇓ Valmor Franciscatto (PMDB)
Dois dias após ter perdido a eleição para a presidência da sigla em Santa Maria, o peemedebista foi exonerado do cargo que ocupava na Prefeitura de Itaara. Para alguns é coincidência, enquanto outros afirmam que trata-se de uma retaliação interna.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

4 Comentários

  1. Existe uma “boca maldita” bastante famosa em Curitiba. Dar a mesma denominação, oficialmente em Santa Maria, é plágio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo