DestaquePolítica

PARTIDOS. Tucanos comemoram unidade em Santa Maria e iniciam a preparação para o pleito de 2018

Da esquerda à direita: Juliano Soares, João Ricardo Vargas, Maria de Lourdes Stieler, Jorge Pozzobom, Alexandre Lima, Lorena Santos e Admar Pozzobom. Foto Maiquel Rosauro

Por Maiquel Rosauro

De olho no futuro, o PSDB de Santa Maria resolveu olhar para o passado para buscar sua nova liderança. Maria de Lourdes Stieler, 61 anos, uma das fundadoras da sigla no município é a nova presidente do partido. Esta é a primeira vez que uma mulher está à frente do PSDB/SM.

A convenção municipal que elegeu Maria de Lourdes ocorreu nesse sábado (6), na Câmara de Vereadores. No total, 118 dos 123 votantes disseram “sim” à chapa de consenso PSDB Unido, que comandará o Diretório pelos próximos dois anos. Para a Executiva, apenas uma nominata foi apresentada, sendo eleita por unanimidade.

O PSDB elegeu Maria de Lourdes para a presidência por dois motivos: não atuar na Prefeitura, o que separa o partido da Administração Municipal; e possuir trânsito livre em todas as vertentes da sigla, o que será fundamental para a eleição de 2018.

“O partido foi fundado em 25 de junho de 1988, em nível nacional, e, em 9 de julho de 1988, fundamos o PSDB em Santa Maria dentro da boate Maison Rouge, que ficava na esquina das ruas Serafim Valandro e Olavo Bilac. Conheço todas as lideranças de FHC para baixo”, explica.

Maria de Lourdes assume a vaga deixada pelo controlador geral do Município, Alexandre Lima. Ele é um dos principais responsáveis por consolidar o partido, conquistando todas as questões estratégicas traçadas no início de seu mandato, incluindo dobrar a bancada tucana na Câmara (hoje são quatro vereadores – Admar Pozzobom, Juliano Soares, João Ricardo Vargas e Lorena Santos) e conquistar a Prefeitura de Santa Maria.

“Hoje, o PSDB é o único partido que pode dizer que pode contar com a presença do prefeito na sua condução e que pode contar com quatro vereadores com o quilate dos que hoje temos aqui”, disse Lima já com a voz embargada.

Emocionado, ele pediu para que seu vice, o chefe da Casa Civil, Guilherme Cortez empossasse Maria de Lourdes.

O evento foi encerrado com discurso do prefeito Jorge Pozzobom, que agradeceu todo o empenho de Lima.

“Teu legado Alexandre, não tenho a menor dúvida, está transferido para a Maria de Lourdes e é a continuidade daquilo que a gente quer para o nosso projeto”, disse Pozzobom.

O partido ainda não definiu os nomes que irão concorrer na eleição de 2018. O certo é que o PSDB/SM terá, pelo menos, um candidato a deputado estadual.

Confira abaixo a nominata da Executiva, da Comissão Fiscal, do Tucanafro, do PSDB Mulher e do PSDB Jovem.

Executiva Municipal
Presidente: Maria de Lourdes Stieler
Vice: Guilherme Cortez
Secretário: Carlos Viana
Tesoureiro: Tais Nascimento
1º Vogal: Edson Cunha
2º Vogal: Rodrigo Herte Teixeira
Líder de bancada: Juliano Soares – Juba
1º Suplente: Loenardo Kortz
2º Suplente: Prissila Souto
3º Suplente: Aline Neves

 

Comissão Fiscal
Titular: Rui Fabbrin
Titular: Teodorico Martins
Titular: Larice Coelho
Suplente: Adriano Comasseto
Suplente: Paulo Schuster
Suplente: José Padoin

 

PSDB Mulher
Presidente: Ana Cristina Siqueira Pedroso
1ª Vice-presidente: Adriana Cheiram de Souza
2ª Vice-presidente: Janice Bogado
1ª Secretária: Marlusa dos Santos Cardozo
2ª Secretária: Cristina Vargas
1ª Tesoureira: Anne Forgiarini
2ª Tesoureira: Juliana Madeira no Nascimento
Coordenador de Comunicação: Roberto Ribas
Coordenadora de eventos: Ediviane Pinheiro
Coordenadora de Educação e Cidadania: Prissila Souto
Coordenadora de Articulação Política: Lorena Santos
Coordenadora de Representantes do Executivo e Legislativo: Taís Nascimento
Ouvidora: Maria Thereza Pozzobom
1ª Delegada – Encontro Estadual do Secretariado o Mulher 2015/2017: Adriana Cheiram de Souza
2ª Delegada – Encontro Estadual do Secretariado o Mulher 2015/2017: Lorena Santos

 

Comissão Executiva Tucanafro/SM
Presidente: Elton Luiz Chaves
Vice-presidente: Jorge Luiz Vieira Silveira
1ª Secretária: Aline Neves
2ª Secretária: Aldenise Greskouviak
1º Tesoureiro: Inês Silva da Luz
2º Tesoureiro: Juares Silveira
Conselheiros: Luciano Severo, Luiz Thadeu Deigues Ilha, Antão Derli de Oliveira, presidente de honra, pastor Isidoro dos Santos e Edson Domingues

PSDB Jovem/SM
Presidente: Ruando Sacardi
Secretário Geral: Thison Farias
Secretário de Mobilização: Igor Coutinho
Secretário de Finanças: Mathes Schmidtt
Formação política: Matheus Ilha
Secretário de Comunicação: Thaís Kuster Wollmann

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

8 Comentários

  1. E para concluir, uma situação pontual que vem da campanha eleitoral. Um dos pontos fortes da campanha foi a promessa de melhorar (diminuir) o tempo de emissão de alvarás, fazendo também dessa emissão um processo mais eficiente e menos burocrático.

    Não vi nenhum projeto oficial apresentado de forma importante, que faz “brilhar os olhos”, até o momento, para atender a essa promessa de campanha. Só o que li é que a prefeitura passou a liberar alvará sanitário provisório. Vai ficar nisso?

  2. A falta desse “norte” é notável até quando acontecem as definições. CORSAN, por exemplo. A assinatura da prorrogação do contrato não foi o resultado de uma avaliação estratégica com levantamento de dados reais da infraestrutura atual, das carências, das demandas contratuais não cumpridas, não foi avaliado com presteza o que se precisa de investimentos reais para 30 anos. Se isso realmente tivesse sido feito, estrategicamente, com o apoio imprescindível de uma consultoria especializada, pensando-se como um gerente para o bem melhor da empresa (chamada Santa Maria), a coisa não teria sido encaminhada do jeito que foi.

  3. Está perto de fechar um ano de mandato e temos problemas, de situações pontuais como um restaurante social que só vai abrir em 2018 (se abrir), até situações fundamentais que não se definem, como a falta de um “norte” para Santa Maria. Prefeito após prefeito, essa lacuna que não se define atola-nos num presente que nunca avança.

    Uma cidade é como uma empresa, precisa ser atraente para cérebros pensantes, gerar mais recursos, precisa cortar despesas, modernizar-se, e tudo começa com uma “Missão”: “o que Santa Maria quer ser na vida”? Inclusive, não há como ter resultados sociais sem gerar mais riqueza que despesas. Mas prefeito após prefeito, cada um sentou na cadeira magistral e só tocou o barco. A cidade está sem rumo estratégico (sem “norte”) há tempos.

  4. A comemoração teria real valor se os resultados das ações do governo atual fossem melhores. Emocionar-se só com o partido, não fazer a devida análise do que isso significou até agora com os resultados, é como festejar um hospital, mas não ter médicos, só ter padres nele para benzerem os doentes.

  5. Pois o controlador geral(controla o quê, mesmo?) todo faceiro por causa do sucesso que sua sigla teve ao vencer Valdesci de “lavagem”. Méritos dele, comemora a unida sigla partidária. O sagaz controlador, esquece que tudo isso aconteceu no ápice do “fora PT”. Mano Lima , em função de tão expressivo feito ,foi sondado para fazer a defesa do Aécio junto ao senado e STF. Só não deu resposta por que 2018 vai consumir suas mais profundas energias. Mas o que está passando naquela fecunda mente é o lançamento da candidatura do Jorge para presidente . Desse ninho tucano ainda vão sair muitas penas, ainda. Penas, plumas e paêtes. Uiiii…

  6. O partido hoje (nacionalmente) está “mais perdido que cusco em tiroteio”. Sem identidade. Correntes internas se digladiam para ver quem sai com seu candidato preferido a presidente. Figuras ilustres toda semana lavam roupa suja publicamente, e pior, levando os chiliques até à seara pessoal, coisa pequena (o caso mais recente envolveu Dória e Goldman, uma vergonha o “nível”). Alguns do partido querendo que o partido cresça e assuma finalmente uma condição ética coerente (para aumentar a chance de ganharem alguma coisa), daí precisando chutar o Aécio do comando e até do partido, outros fazendo de conta que nada está acontecendo, comportando-se como boa parte do PT e do PMDB, sendo conviventes com seus líderes corruptos. Isso tudo vai para 2018. Pobres de nós.

  7. Maison Rouge era onde hoje fica o Churrasquito. Pensando bem, partido de Aécio foi fundado no lugar certo.
    Óbvio que o´PSDB é o único partido que pode contar com “a presença do prefeito na condução”. Só existe um prefeito de cada vez. Ano passado era o PMDB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo