CIDADE. Prefeitura corre para garantir o supertrocão que poderá garantir pavimentação de 40 vias urbanas

CIDADE. Prefeitura corre para garantir o supertrocão que poderá garantir pavimentação de 40 vias urbanas - prefeitura-brasília-avançar

Comitiva de Santa Maria esteve reunida com equipe do Ministério das Cidades. Reunião para esclarecer dúvidas foi nesta segunda-feira

Por MARIANA FONTANA (com foto de Divulgação), da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

Com o objetivo de ser a primeira cidade do Brasil a se habilitar no programa “Avançar Cidades – Mobilidade Urbana”, do Governo Federal, a Prefeitura de Santa Maria deu mais um passo para a habilitação no programa. Nesta segunda-feira (13), uma equipe técnica do Executivo esteve em Brasília para esclarecer dúvidas relativas ao projeto, que possibilitará melhorias na pavimentação asfáltica da cidade.

Participaram da reunião, no Ministério das Cidades, o vice-prefeito Sergio Cechin; o coordenador executivo do Gabinete de Governança, Carlos Pippi Brisola; o engenheiro Paulo Rosa, que foi cedido ao Município pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer); e o arquiteto e o engenheiro da Secretaria de Estruturação e Regulação Urbana, Alexandre Rosa e Jose Antônio de Azevedo Gomes, respectivamente.

Na Capital Federal, a equipe esteve reunida com o diretor de Planejamento e Informações da Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana, Clever Ubiratan Teixeira de Almeida; o coordenador do projeto, Fernando Araldi; e a gerente de planejamento, Martha Martorelli.

Conforme o vice-prefeito Sergio Cechin, a reunião técnica foi importante para, entre outras questões, esclarecer dúvidas quanto ao programa, como por exemplo, os tipos de intervenções possíveis, como realizá-las, a questão dos recursos – que podem chegar a R$ 50 milhões, com contrapartida de 5% do Município, o equivalente a R$ 2,5 milhões – entre outros esclarecimentos.

Ainda, durante a reunião, também foram estabelecidas as fases de execução do programa, que será realizado em duas etapas: a primeira, que consiste no encaminhamento de uma carta-proposta ao Ministério das Cidades, onde serão relacionados e detalhados, de forma completa, os projetos executivos a serem desenvolvidos (como as ruas que serão contempladas, quais intervenções serão necessárias e quais materiais, por exemplo); e a segunda fase, após o aval do Ministério, para viabilizar os recursos para a execução das obras, baseado no projeto apresentado.

“O fator principal é que nenhuma obra será contratada sem um estudo técnico detalhado e um projeto. Não teremos critérios políticos, mas critérios técnicos, daquilo que realmente é uma necessidade do Município”, ressaltou o vice-prefeito Sergio Cechin.

Ainda na reunião, a equipe apresentou aos técnicos do Ministério das Cidades, os projetos que Santa Maria já tem em andamento na área, entre eles, o Plano Municipal de Mobilidade Urbana. A partir de agora, o Executivo seguirá trabalhando na elaboração da carta-proposta a ser apresentada ao Governo Federal.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *