CULTURA. ‘Brasil, o samba que dá’ – espetáculo do Orquestrando Arte. É nesta quinta, no Treze de Maio

CULTURA. ‘Brasil, o samba que dá’ - espetáculo do Orquestrando Arte. É nesta quinta, no Treze de Maio - orquestrandoPor KALLIANDRA CONRAD, da “Orquestrando Arte”, com foto de Dartanhan Baldez Figueiredo

Nesta quinta, 07, a Associação Orquestrando Arte apresenta o espetáculo Brasil, o samba que dá, às 20h, no Theatro Treze de Maio. O espetáculo encena as regiões do Brasil por meio da música, do teatro e da dança, mostrando a mistura de culturas, o folclore e os ritmos que fazem parte do nosso Brasil.

O espetáculo é produzido pela Associação Orquestrando Arte, uma instituição sem fins lucrativos que oportuniza o acesso e o aprendizado de música orquestral, canto coral, dança, teatro, apoio pedagógico e formação humana como ações contínuas de inclusão social e cultural.

Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do Theatro, nos valores de R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia entrada para crianças até 7 anos, idosos e estudantes); ou no Polvo Tickets (pelo site https://polvotickets.com.br/event/espetaculo-brasil-o-samba-que-da-2/).

Atualmente, a Associação possui 120 alunos que são atendidos por uma equipe multidisciplinar de profissionais e voluntários, e também recebem transporte, materiais de apoio, manutenção dos instrumentos, sapatilhas para as aulas de dança e lanche.

“Brasil, o samba que dá” é uma realização da Associação dos Amigos do Theatro Treze de Maio e tem o financiamento da Lei de Incentivo à Cultura, da Prefeitura Municipal de Santa Maria.

SINOPSE DE “BRASIL, O SAMBA QUE DÁ”

Um típico casal gaúcho de aposentados gostaria de viajar pelo mundo e aproveitar o restante da vida, no entanto dá-se conta que mal conhece o próprio país. De mala e cuia, os velhinhos começam uma jornada aos quatro cantos do Brasil. Congadas, repentismo, fandango, cirandas, samba de roda, milonga, carimbó, percussão, capoeira, frevo, forró, xote, axé, sertanejo, música nativista, tchê! Que samba que dá! No dois pra lá, dois pra cá, o casal encanta-se pela cultura e folclore dessa terra de mistura. Na volta para casa, os personagens trazem a mala cheia de aprendizado, valores e histórias pra contar. A divertida viagem provoca uma mudança de perspectiva nos dois, a sua morada, o Rio Grande do Sul, lhes parece ainda mais rico e interessante. Com a sensibilidade da arte, o casal nos ensina como é bom estar vivo nesse mundo de tantas cores e sabores!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *