Santa Maria

MIX. Luiz Roese e o martírio para fazer carteira de identidade em SM. E inda Hospital Regional, Kiss…

“Há serviços públicos que vão se adequando à modernidade dos tempos e vão melhorando, tornando-se mais ágeis. Mas para fazer a carteira de identidade em Santa Maria é só retrocesso.

Desde novembro de 2016, quando o posto do Sine/FGTAS, onde era feita a identidade, saiu da Rua Alberto Pasqualini, é esse suplício. Atualmente, o local de referência é o Posto Médico-Legal, na Rua Floriano Peixoto, 1.750, ali logo abaixo da Avenida Presidente Vargas, do lado das capelas do Caridade. Um dos problemas é que, para conseguir atendimento, o jeito é madrugar no local. É brabo, mas ainda é mais fácil do que ligar.

Isso porque o agendamento (que já foi eletrônico e funcionava) agora SÓ pode ser feito por telefone e SÓ às segundas-feiras, das 8h às 13h30, pelo 3223-2730. Mas vai tentar pra ver. Você fica horas, dias, semanas ao telefone sem conseguir sucesso…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra de “Fazer a identidade em Santa Maria é osso”, de Luiz Roese. Jornalista que hoje vive em Porto Alegre, após uma dúzia de anos em Santa Maria – onde se aquerenciou no início do século e atuou profissionalmente nos jornais Diário de Santa Maria e A Razão.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo