Destaque

ESTADO. Pré-candidato Heinze almoça com a direção do PP. Partido deve definir Vanderlei para Assembleia

No encontro-surpresa com Luiz Carlos Heinze, a presença dos principais dirigentes locais do PP, além de seus dois vereadores na cidade

A maior parte do PP santa-mariense, senão a totalidade, apoia a candidatura própria ao Governo do Estado e o nome a ser chancelado em pré-convenção no próximo dia 24 é o do deputado federal Luiz Carlos Heinze – o outro nome que se apresenta, mas com apoio interno mínimo é Antônio Weck, que milita na região metropolitana.

Pelo menos em Santa Maria isso ficou bastante claro no sábado. Com compromisso pessoal na cidade, Heinze, de última hora, teve marcado um almoço no Restaurante Vera Cruz, em que estiveram presentes lideranças locais do PP, inclusive a presidente Sandra Rebelato e os vereadores Vanderlei Araújo e Cida Brizola. Ausência notada foi a do vice-prefeito Sérgio Cechin, que estava em compromisso oficial em Uruguaiana.

No encontro também ficou claro que o partido terá candidato à Assembleia Legislativa – ficando aberto o campo para forasteiros, na disputa à Câmara dos Deputados. Ainda que haja dois nomes na disputa, ambos presentes ao almoço, a tendência majoritaria é que, conforme duas fontes do escriba no PP, o vereador Vanderlei seja o escolhido. A outra postulande (ou sugerida) é a dirigente da Ação da Mulher Progressista em Santa Maria, Marilene Ferreira. Essa definição se dará já nesta semana, dia 8, em reunião do Diretório Municipal.

Segundo o vice-presidente local e coordenador regional do Partido, Mauro Bakof, e que não confirma a informação sobre Vanderlei, embora as informações obtidas pelo editor, a prioridade é “organizar a nossa região para votar em Luiz Carlos Heinze no dia 24, oficializando a pré-candidatura do deputado como a única do partido”.

Ele admite haver grupos no interior do PP que preferem aliança com o PSDB do ex-prefeito de Pelotas, Eduardo Leite, Mas é uma tendência, diz Bakof, minoritária, tanto que Heinze teria apoio unânime das bancadas de deputados federais e estaduais.

O dirigente também refuta a informação de que a senadora Ana Amélia Lemos seria reticente em relação à candidatura própria, preferindo uma aliança com os tucanos. Bakof diz desconhecer isso, exceto pela mídia, e o que sabe é que a parlamentar “vai apoiar o que a convenção decidir”.

Resumindo: o PP santa-mariense e regional está fechado com Heinze e a candidatura própria e pretende defender isso no encontro do próximo dia 24. E Vanderlei Araújo, embora ninguém confirme, tende a ser mesmo ungido, em reunião na próxima quinta, dia 8, como pré-candidato local à Assembleia.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

3 Comentários

  1. Única chance é passando para o segundo turno. Se Eduardo Leite concorrer, acho difícil, povo quer “novidades”. Mas tem a tal cláusula de barreira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo