PREFEITURA. Nova listagem de CCs expõe o estrago que a eleição da Mesa da Câmara causou no governo

PREFEITURA. Nova listagem de CCs expõe o estrago que a eleição da Mesa da Câmara causou no governo - maiquel-gráfico-partidos-ccs1Por MAIQUEL ROSAURO, da Equipe do Site

Pela primeira vez desde o início do mandato, o governo Jorge Pozzobom (PSDB) apresenta uma queda no número de cargos de confiança (CCs). Em 19 de dezembro, a lista do Portal da Transparência trazia 209 servidores, enquanto que a nova listagem, datada de terça-feira (13), traz 205 nomes (AQUI).

Para entender o novo quadro da Administração Municipal, o site comparou a lista de CCs com os dados de filiação partidária das siglas da base do governo municipal, disponíveis na página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) (AQUI). Contudo, para chegar a um resultado mais apurado, o site trabalhou com 204 nomes de CCs, excluindo da lista os agentes políticos (prefeito e vice) e inserindo a secretária de Cultura, Esporte e Lazer, Marta Zanella (PMDB). A vereadora eleita recebe seus vencimentos via Câmara e seu nome não consta na lista do Portal da Transparência.

O estudo mostra que a eleição da Mesa Diretora do Legislativo, em 28 de dezembro, teve forte impacto no governo. À época, vereadores dissidentes da base uniram-se com parlamentares da oposição para garantir a vitória no pleito e, por consequência, o controle da Câmara em 2018.

O principal efeito é observado no PSD, sigla do vereador dissidente Marion Mortari. O partido foi exterminado do governo municipal com a exoneração de todos os seus CCs. Em dezembro, em pesquisa anterior do site (AQUI), eram seis, hoje zero.

Outro caso peculiar é o PTB. O partido tinha quatro CCs no estudo anterior e hoje possui três, incluindo seu presidente municipal, Jair Binotto, secretário adjunto de Mobilidade Urbana (CC 8).

O PTB é o partido dos vereadores Deili Silva e Ovidio Mayer, dois ferozes opositores ao governo Pozzobom. Mas então como explicar que o presidente da sigla segue na Prefeitura?

“Binotto é o presidente de direito, mas não de fato. Ele não representa o partido e não defende a bancada”, afirma liderança da sigla que pediu para manter seu nome no anonimato.

Todos os principais partidos da base do governo aumentaram a quantidade de filiados em relação à listagem de dezembro. O PSDB passou de 38 para 42; o PP de 26 para 27; o PMDB de 13 para 14; o DEM de nove para dez.

O PDT manteve os cinco cargos registrados em dezembro. Porém, oficialmente, o partido não faz parte da base do governo municipal.

A pesquisa também aponta uma redução no número de CCs sem filiação partidária, de 99 para 93. Hoje, eles representam 45,6% do total de CCs do governo Pozzobom.

PREFEITURA. Nova listagem de CCs expõe o estrago que a eleição da Mesa da Câmara causou no governo - maiquel-gráfico-partidos-ccs-1Curiosidades

– O Portal da Transparência também divulgou na terça a lista com os CCs do Instituto de Planejamento. No total, são onze nomes na autarquia (AQUI). Entre eles, o site encontrou apenas um nas listas de filiação partidária: o ex-vereador Cezar Gehm (PMDB), que ocupa o cargo de assessor (CC 7).

– O primeiro escalão do governo é formado pelos secretários (CC 9). Porém, pelo menos três CCs 9 não possuem secretarias, ocupando o cargo de Assessor Superior do Prefeito. São eles: Roberto Machado de Oliveira (PSDB), Paulo Airton Denardin (PP) e Anita Costa Beber (PR), todos lotados na Casa Civil.

– Ficou curioso para saber o salário de agentes políticos e CCs? Então confira: prefeito (R$ 24.997,63); vice (R$ 12.948,81); CC 9 (R$ 9.641,05); CC 8 (R$ 4.738,20); CC 7 (R$ 3.553,62); CC 6 e subprefeito (R$ 2.581,32); CC 5 (R$ 1.910,90); CC 2 (R$ 871,79). Para mais detalhes, clique AQUI e AQUI.



4 comentários

  1. Cadê o gráfico que mostra a diminuição dos CCs, de 209 estamos em 205.
    Uma redução de 1,91 %.
    Os sem filiação são “filhos” de políticos, alguns AINDA não tem filiação.
    Um desafio, passar de 45,6% os sem filiação para mais de 50%.
    Assim a maioria absoluta não tem vinculo oficial.

  2. Anos passado eram 166:
    https://claudemirpereira.com.br/2017/04/transparencia-prefeitura-tem-166-ccs-o-numero-deve-aumentar-maioria-esta-na-saude-e-na-casa-civil/

    Depois vieram os “28” e a limpeza virou “inchume”, mas parece que estamos em franca redução. No ritmo de 4 por mês e em 10 meses voltamos ao patamar de abril de 2017.

    OPA! a redução de 4 foi em 3 meses (19 de dezembro com 209 até 13 de março com 205), 1 por mês, boa vontade: 2 por mês.
    Precisaremos 20 meses para voltar aos 166.
    Entramos 2020 com 166? Acho que dá. Fé e coragem é o que deseja o contribuinte.

  3. helvio cecchin

    Gostaria de saber quanto ganha a ANTA COSTA BEBER!

    NOTA DO SITE: a informação sobre isso está na matéria. Basta lê-la. Ou então procurar o Portal de Transparência da Prefeitura. Lá consta o salário de TODOS os servidores municipais.

  4. Henrique

    Essa cecezada não é fácil, que cabide de empregos hein prefeito, enquanto isso a cidade está um caos, uma vergonha a buraqueira nas ruas (o homem não fez nada até agora), a saúde cada vez pior, ficou só nas promessas. E esses gastos exorbitantes com a cecezada um absurdo, além do mais, um mais incompetente que outro, está muito mal assessorado prefeito, no quadro da prefeitura temos técnicos muito mais capacitados que os seus assessores prefeito. Esses assessores superiores do prefeito (3), o que fazem, quem são, qual o nível técnico, ganhando mais de nove mil reais por mês cada um pra fazer o que? É brincadeira!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *