BASTIDORES. Ainda há uma esperança de barrar prédios altos no centro. Mas será preciso coragem

BASTIDORES. Ainda há uma esperança de barrar prédios altos no centro. Mas será preciso coragem - maiquel-sessão-na-santa-marta

Construtora Jobim levou dois ônibus com funcionários para a sessão externa e também fixou faixas nas paredes da Escola Santa Marta

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Camila Nascimento/AICV), da Equipe do Site

A última esperança de preservação dos prédios históricos do Centro de Santa Maria tem nome, sobrenome e partido. Chama-se Cida Brizola (PP). A progressista protocolou a única emenda ao Plano Diretor que garante a integridade das edificações até ser criado uma legislação específica sobre o tema. Por este motivo, ela acabou se tornando o centro das atenções da sessão externa do Legislativo, nessa quinta-feira (5), realizada na Escola Estadual Santa Marta.

A Construtora Jobim levou dois ônibus com funcionários para a instituição. O objetivo era fazer pressão pela aprovação das emendas a favor dos interesses da empresa, protocoladas, sobretudo, por Marion Mortari (PSD) e Juliano Soares – Juba (PSDB) que garantem a construção de prédios mais altos com a exclusão da cota virtual para determinar a altura.

Diversas faixas foram fixadas nas paredes da escola. Algumas reivindicavam o ‘crescimento’ que seria provocado pela Emenda Modificativa 0006/2018, de Mortari, enquanto outras criticavam o atraso da Emenda Modificativa 00012/2018, de Cida.

Todavia, ao menos nessa quinta, o lobby não surtiu efeito. Os vereadores decidiram não discutir os projetos do Código de Obras; Lei de Uso e Ocupação do Solo; e Plano Diretor, já que era preciso encerrar os trabalhos até 18h, uma vez que a escola tinha aulas no turno da noite. Logo, uma sessão extraordinária para segunda discussão e votação não foi realizada.

O assunto voltará a ser debatido apenas na sessão da próxima terça (10), às 9h, no Palacete da Vale Machado. Enquanto isso, os bastidores do Legislativo fervilham.

O acordo é para que as emendas sejam votadas em bloco na terça, pois desta forma não se perde tempo lendo uma a uma. Porém, vereadores ligados à Construtora Jobim articulam para que a emenda de Cida seja votada como destaque (em separado). Com um Plenário lotado (e barulhento), formado por funcionários da empresa, projeta-se que os vereadores se sentiriam pressionados a barrar a proposta de Cida que defende os prédios históricos.



3 comentários

  1. Carbonário

    A frase diz tudo: ” vereadores ligados à Construtora Jobim”.

    Jobim paga a claque e o que mais nesse jogo?

  2. Juba

    Que insinuação e colocação maldosa. Ninguém apresentou emenda para aumentar altura, foi protocolado emenda para tirar a cota virtual, e assim, tirar obscuridade. A coluna da altura do anexo 6, ninguém mexeu. Inclusive , tem ruas que vai diminuir a altura de novas obras. E principal, a mesma emenda foi proposta pelo Sinduscon, sindilojas é CDL.

  3. O Brando

    Dando risada. Sinduscon, sindilojas e CDL estão acima de qualquer suspeita, não tem ninguém interessado no próprio bolso (os de alguns da aldeia são bem profundos) nestas instituições e só pensam no bem da população santa-mariense. Da mesma maneira que alguns vereadores.
    O argumento mais óbvio: se nada vai ser mudado por que tanto barulho? Para que ônibus com claque? Para que tanta ‘força’?
    Votação no Casarão da Vale Machado já esta decidida. Inclusive com oposição a favor, com Grupo dos 11 a favor, o escambau.
    E como diria São Padre Pio de Pietrelcina: “Desapeguemo-nos passo a passo das coisas terrenas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *