Santa MariaTragédia

KISS. Documentário “Janeiro 27”, sobre a tragédia, será exibido em Passo Fundo. Também haverá debate

Por LUIZ ROESE (com imagem de Reprodução), Especial para o Site

O documentário “Janeiro 27”, sobre a tragédia da Boate Kiss, será exibido em Passo Fundo nesta quarta-feira (7/7), com bate-papo virtual com diretor Luiz Alberto Cassol. A exibição, promovida pelo Cinematógrafo Cineclube, ocorrerá às 19h desta quarta-feira (4), no anexo do Sindicato dos Comerciários de Passo Fundo e Região (Rua Moron, 1.731 – fundos).

“Janeiro 27” apresenta depoimentos de pais, familiares e sobreviventes do incêndio da Boate Kiss, ocorrido em 27 de janeiro de 2013. O filme aborda três anos desde a tragédia e a compara a outras idênticas que também poderiam ter sido evitadas, que ocorreram na Boate The Station (EUA, 2003) e na Boate Cromañón (Argentina, 2004).

Produzido pela Accorde Filmes e dirigido por Luiz Alberto Cassol e Paulo Nascimento, o filme foi exibido e debatido em várias cidades do Brasil e exterior e em canais de TV e web. Teve sessões especiais no Festival de Cinema de Gramado, no Festival do Cinema Latino Americano de Trieste (Itália), no Festival de Havana (Cuba), no Festival de Santa Rosa, no Festival de Oberá (Argentina), entre outros.

A abertura da sala ocorrerá às 19h desta quarta (4). Os ingressos podem ser adquiridos na hora, a R$ 5 (cinco reais), e estão sujeitos à lotação da sala (16 pessoas)

Sobre o diretor: Luiz Alberto Cassol é diretor cinematográfico e cineclubista. Foi presidente do Conselho Nacional de Cineclubes Brasileiros (CNC). Dirigiu os documentários “Edmundo”, “Faltam 05 Minutos”, “Tabaré Inácio”, “Janeiro 27” (codirigido com Paulo Nascimento) e “Todos” (codirigido com Marilaine Castro da Costa). Está lançando o longa documental “Grandes Médicos” (codirigido com Marilaine Castro da Costa). Dirigiu os curtas ficcionais “Fome de Quê e “Grito” (em lançamento). Dirigiu a segunda unidade da serie “Animal” (GNT, com direção geral de Paulo Nascimento) e, em 2018, codirgiu a serie “Chuteira Preta” (direção de Paulo Nascimento).

Sobre o cineclube: Criado em 2015, o Cinematógrafo Cineclube retornou às atividades em junho de 2018, com sessões quinzenais, nas quartas-feiras. Tem como propósitos trazer a Passo Fundo parte da intensa produção cinematográfica que pouco circula no circuito comercial na cidade, e aproximar o público do fazer cinema através de bate-papos com profissionais do audiovisual. Os bate-papos ocorrem logo após as exibições, e tem como objetivo falar sobre os processos de realização de um filme.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo