ArteCulturaPrefeitura

MÊS DA CULTURA. Mostra propõe reflexão sobre violência e a intolerância contra a população LGBT

Por ANA BITTENCOURT (com imagem de Reprodução), da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

Com apoio institucional da Prefeitura, a ONG Igualdade e o Museu de Arte de Santa Maria (MASM) inauguram, nesta sexta-feira (03), a exposição LGBTFobia – Luta contra o Luto, na Sala Monet Plaza Arte, localizada na Monet Plaza Shopping. A mostra tem curadoria de Marcio Santos e reúne 15 artistas visuais que propõem, a partir de suas obras, a reflexão sobre o preconceito e a violência cometidos contra lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros. A exposição integra a programação do Mês da Cultura de Santa Maria 2018.

Em seus trabalhos, os artistas utilizam técnicas e linguagens diversas para expressar, por meio da arte, diversas formas de preconceito – explícitos ou velados – aos quais estão submetidas as pessoas do universo LGBT+. A mostra questiona conceitos como castração química, cura gay, terapia de reversão, patologias e outros assuntos ainda discutidos e reproduzidos como discurso.

De acordo com o Mapa dos Assassinatos de Travestis e Transexuais no Brasil em 2017, publicado pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra), ocorreram 179 assassinatos de travestis ou transexuais, naquele ano, o que significa uma morte a cada 48 horas. Ainda, conforme a organização, o Brasil é o país onde mais crimes são cometidos contra a população LGBT+, no mundo. Em segundo lugar, está o México.

“O Brasil figura como um país onde registramos muitos homicídios por conta da orientação sexual. Por isso, esta exposição tem extrema relevância para que o debate sobre igualdade e gênero seja ampliado, em todas as instâncias. Acreditamos que a arte pode e deve contribuir para esta discussão”, afirma o curador da mostra, Marcio Santos.

Além de chamar a atenção sobre a violência contra LGBT’s, a exposição coletiva também propõe a discussão sobre leis e programas que garantam os direitos e o acolhimento dessa população. Nesse contexto, o bullying nas escolas e a proposta de mediação entre estudantes, corpo docente, gestores e comunidade também está presente na mostra.

Participam da exposição os artistas Alissa Ceni, Cristiane Ziegler, Cristiano Furquim, Denimyàmi, Douglas Stopp, Elzi Mezzomo, Helena Macedo, Hélvia Schneider, Isabel Amadori, Ive Flores, Jean Oliver Linck, Luciano Santos, Maíra Velho, Maria A. Van Reinhoffer e Thaís Felster.

SERVIÇO

O QUÊ: exposição LGBTFobia – Luta contra o Luto

QUANDO: De 03 a 31 de agosto

ONDE: Sala Monet Plaza Arte, no Monet Plaza Shopping (Avenida Fernando Ferrari, nº 1483, Bairro Nossa Senhora de Lourdes)

HORÁRIO DE VISITAÇÃO: Das 10h às 22h (de segunda a sábado) e das 12h às 18h (aos domingos e feriados).

PROMOÇÃO: ONG Igualdade

REALIZAÇÃO: Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer e Museu de Arte de Santa Maria

APOIO: Prefeitura Municipal

ENTRADA FRANCA

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo