EstadoSaúde

SAÚDE. A dois dias do fim da campanha de vacinação, Estado tem sete novos casos de sarampo confirmados

Campanha de vacinação contra o sarampo ocorre até sexta. Os últimos números de Santa Maria apontam 70% de crianças imunizadas

No G1, o portal de notícias das Organizações Globo, com foto de  CRISTINE ROCHOL/PMPA/Divulgação

Foram confirmados mais sete casos de sarampo no Rio Grande do Sul nesta terça-feira (28). Todos registrados em Porto Alegre, conforme a Secretaria Estadual de Saúde. Com os novos registros, passou para 23 o número de pessoas que tiveram a doença no estado neste ano.

Na capital, foram contabilizados 16 casos. Os demais ocorreram em Alvorada, São Luiz Gonzaga, Vacaria e Viamão.

De acordo com a Secretaria de Saúde, em nenhum dos casos confirmados até o momento a pessoa havia sido vacinada. Do total, 69% não tinham histórico de vacina contra o sarampo, e as demais eram pessoas que chegaram a ser vacinadas, mas não reforçaram as doses.

Antes de ocorrer o processo de eliminação do sarampo, o último caso confirmado no estado havia sido em 1999. Em 2010, houve oito casos importados e em 2011, foram sete. Desde então, o Rio Grande do Sul não havia registro da circulação do vírus.

Sintomas

Pessoas que apresentarem febre, manchas no corpo, acompanhadas de tosse, coriza ou conjuntivite devem procurar os serviços de saúde, principalmente se estiveram recentemente em locais com circulação do vírus.

Vacinação recomendada

Até sexta-feira (31), ocorre nos postos de saúde a campanha nacional de vacinação contra o sarampo e a poliomielite. As vacinas são destinadas para as crianças de um ano até menores de cinco anos. Quem estiver neste grupo deve receber uma dose extra da vacina tríplice viral, independente da situação vacinal.

Para ser considerada vacinada, a pessoa precisa ter o registro em caderneta de vacinação conforme esquema vacinal. A rede pública de saúde tem disponíveis gratuitamente a vacina para a população de 12 meses a 49 anos de idade, para profissionais de saúde e demais pessoas envolvidas na assistência à saúde hospitalar.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Artigos relacionados

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo