BRASIL. Orlando Fonseca, o barbeiro, o ministro e a analogia entre o momento atual e a música dos 80’s

BRASIL. Orlando Fonseca, o barbeiro, o ministro e a analogia entre o momento atual e a música dos 80’s

BRASIL. Orlando Fonseca, o barbeiro, o ministro e a analogia entre o momento atual e a música dos 80’s - orlando-chamada-2“…Com isso em mente, fui conferir na internet para ver se o Toffolli, caso assim decidisse, poderia encontrar contribuições na música brasileira de sucesso hoje. Encontrei algumas listas do tipo Top 10, dos vários gêneros, com as músicas mais tocadas nos rádios do Brasil, neste mês de setembro. Com algumas variações, entre os primeiros lugares, garimpei as seguintes pérolas:

“Não fala não pra mim, bebê/ Senão eu morro de beber/ Nessa fossa que eu tô, não dá/ E é só você pra me salvar” (Humberto e Ronaldo). “Olha ela aí/ Me olhando, perguntou se ainda gosto/ Querendo rasgar o…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra da crônica “Sofrência geral”, de Orlando Fonseca. Orlando é professor titular da UFSM – aposentado, Doutor em Teoria da Literatura, PUC-RS, e Mestre em Literatura Brasileira, UFSM. Exerceu os cargos de Secretário de Cultura na Prefeitura de Santa Maria e de Pró-Reitor de Graduação da UFSM. Escritor, tem vários livros publicados, foi cronista dos Jornais A Razão e Diário de Santa Maria. Tem vários prêmios literários, destaque para o Prêmio Adolfo Aizen, da União Brasileira de Escritores, pela novela Da noite para o dia, WS Editor; também finalista no Prêmio Açorianos, da Prefeitura de Porto Alegre, pelo mesmo livro, em 2002.

OBSERVAÇÃO DO EDITOR: a foto que ilustra esta nota é uma reprodução da internet.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *