Destaque

TENHO DITO! Frases que marcaram uma semana pra lá de agitada: na Câmara, nas ruas, nas redes sociais…

Na sexta-feira (7), o Restaurante Popular chegou a marca de mil dias fechado, uma das frases que marcaram os últimos sete dias

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Divulgação), da Equipe do Site

A semana foi agitada na política santa-mariense, com diversos assuntos rendendo muita discussão. Confira um mix dos depoimentos mais marcantes dos últimos dias.

1. “Quando quem nunca passou fome governa, muitos passam fome!”.

Mensagem de uma faixa na manifestação que marcou os mil dias de Restaurante Popular fechado.

2. “Nas nossas escolas municipais, podemos citar várias, mas vou citar uma, na Escola Alfredo Winderlich, na Vila Urlândia, onde a professora no quarto ano fazia lavagem cerebral nos alunos para não votar em Bolsonaro. Mas que vergonha”.

Vereador João Chaves (PSDB), líder do governo no Legislativo, relatando um exemplo local do que considera doutrinação por professores em sala de aula.

3. “A incubadora da esquerda radical nas escolas e na universidade estão com os dias contados. Por isso, o desespero de sindicatos e de baderneiros”.

João Chaves (PSDB), sobre o Projeto Escola Sem Partido.

4. “É triste o que presenciarmos aqui e assino embaixo vereador João Chaves, aqueles que passaram a este Plenário são sim irresponsáveis, baderneiros, desqualificados, todos os adjetivos que podemos dizer a eles reforço. E vou além, não deveriam viver em sociedade. Deveriam ir para Venezuela, Cuba ou Curitiba, que é um bom lugar e ainda muitos irão para lá”.

Vereador Manoel Badke – Maneco (DEM), sobre a ocupação do Plenário da Câmara.

5. “O Brasil vai mudar? Vai mudar quando os familiares estiverem mais atentos aos seus filhos, quando colocarem horários para ver as mídias sociais e debaterem o assunto. Vão mudar quando aprendermos a reciclar o lixo”.

Vereadora Deili Silva (PTB), em discurso na tribuna na terça.

6. “Se o senhor não concordar, entre na Justiça. Não tem problema”.

Chefe do gabinete da presidência da Câmara, Juliano Santos, ao presidente do PCdoB/SM, Tiago Aires, na quinta, em resposta pela retirada de um rapaz das galerias da Câmara.

7. “Balela. A vereadora Cida deu três declarações diferentes para imprensa, vereadores e lideranças sindicais. Ninguém acreditava que ela permaneceria com seu voto. A entrada da Helen e Rafael foram vetadas pela Mesa Diretora, impedindo substituição de fichas. A vergonha da esquerda foi o silêncio dos vereadores contrários que abriram mão de fazer o contraponto”.

Alidio da Luz, leitor do site, ao comentar o Sobe/Desce do final de semana sobre as manifestações da esquerda nas sessões do Legislativo.

8. “A Mobilidade Urbana está sendo omissa por não ter uma pessoa com qualificação lá. Hoje tem um coronel. Infelizmente, se é por falta de recurso ou por falta gestão, que peça para sair. Tem pessoas qualificadas para tomar conta”.

Presidente da Associação dos Condutores de Táxi de Santa Maria (ATASM), Volmar Arruda, sobre o secretário municipal de Mobilidade Urbana, João Ricardo Vargas.

9. “Pra mim já está maçante”.

Vereador Juliano Soares – Juba (PSDB), ouvidor da CCJ, sobre a Subcomissão de Ética e Decoro Parlamentar que investiga a vereadora Luci Duartes – Tia da Moto (PDT).

10. “Não temos que aceitar tudo de fora como se fosse lei. Só continuo se os três vereadores, em sua maioria, decidirem as coisas”.

João Kaus (MDB), membro da subcomissão que investiga Luci, criticando a ingerência da CCJ sobre a subcomissão.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

4 Comentários

  1. Maneco Badke, conhece o motorista do mito?

    Tu sabia que o UM MILHÃO E DUZENTOS MIL na conta do primeiro-assessor é maior que o valor do triplex que tentam empurrar pro Lula e não conseguem?

    Mais uma coisa: se tu fosse um professor tão bom, será tu não teria te elegido deputado alguma vez, já que passaram milhares de alunos pelas tuas mãos ? Será que quem conhece o Maneco não vota no Maneco? Viu como doutrinação é mito?

  2. Desesperado meeeeeeeeeeeeeesmo está esse João Chaves, que nem pastor mais é…

    De onde sairão seus votos em 2020, se nem capacidade de consertar meia dúzia de panelas e regularizar o prédio do restaurante Popular ele teve?

  3. Quanto mais perto da eleição o restaurante abrir melhor. População vai lembrar que ele abriu, não do tempo que ficou fechado.

  4. A menos que a disciplina seja irrelevante, o(a) professor(a) que doutrina em sala de aula tem que lembrar que nas escolas e colégios da elite o conteúdo programático está sendo ministrado. Vai fazer diferença depois. O que diz bastante sobre os doutrinadores e doutrinadoras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo