CIDADE. Cumprindo decisão judicial, Prefeitura realiza o fechamento da Rua Sete de Setembro

CIDADE. Cumprindo decisão judicial, Prefeitura realiza o fechamento da Rua Sete de Setembro

CIDADE. Cumprindo decisão judicial, Prefeitura realiza o fechamento da Rua Sete de Setembro - Rua-Sete-fechamento

Barreira de segurança em New Jersey foi instalada na tarde dessa sexta-feira. Foto Deise Fachin / Prefeitura

Por Mariana Fontana / Prefeitura de Santa Maria

Sem outra alternativa a não ser cumprir uma decisão judicial à qual não cabe mais recurso, a Prefeitura de Santa Maria realizou, na tarde dessa sexta-feira (11), o fechamento da passagem de nível na Rua Sete de Setembro, no Bairro Perpétuo Socorro.

No local, já haviam sido colocados tubos de concreto, que bloqueavam a passagem. Mas, nesta tarde, foram instaladas as barreiras de segurança em New Jersey, conforme determina o convênio, assinado em 2004 pelo então prefeito Valdeci Oliveira (PT), que previa o fechamento da via em contrapartida à construção do viaduto da Avenida Rio Branco. O prefeito Jorge Pozzobom buscou alternativas para evitar o fechamento da rua. No entanto, a Prefeitura recebeu um boleto, no valor de mais de R$ 15 milhões, como multa por não ter fechado a via, com vencimento para o dia 13 de janeiro. Até a data, o Município deveria fechar a passagem, ou então teria que pagar a indenização pelo não cumprimento às cláusulas do convênio.

As barreiras de segurança são de concreto, com altura de 1,5 metros e são instaladas em blocos. Enquanto eram fixadas ao solo, elas já eram pintadas, na cor amarela, para melhor visualização e para garantir segurança, por equipes da Secretaria de Mobilidade Urbana.

O secretário de Mobilidade Urbana do Município, João Ricardo Vargas, o Coronel Vargas, acompanhou e orientou a execução dos serviços, que contou com a participação de membros da pasta e da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos. O efetivo da Guarda Municipal e funcionários da empresa Rumo também acompanharam a intervenção, a fim de garantir a segurança na linha férrea.

“Estamos fazendo esse fechamento em cumprimento a uma determinação judicial transitada em julgado. Estamos seguindo todas as determinações exigidas”, ressaltou o secretário Vargas.

Representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) devem vistoriar o serviço, a fim de certificar a correta execução da determinação.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *