KISS, SEIS ANOS. Janeiro 27: Prefeitura e AVTSM realizam evento para lembrar vítimas e sobreviventes

KISS, SEIS ANOS. Janeiro 27: Prefeitura e AVTSM realizam evento para lembrar vítimas e sobreviventes

KISS, SEIS ANOS. Janeiro 27: Prefeitura e AVTSM realizam evento para lembrar vítimas e sobreviventes - prefeitura-kiss

Além das homenagens às vítimas da tragédia, evento também abriu espaço para discussões e palestras sobre segurança e prevenção

Por ANA BITTENCOURT (texto) e JOÃO VILNEI (foto), da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

As homenagens que marcaram os seis anos da tragédia na Boate Kiss, em Santa Maria, encerram neste domingo (27), na Praça Saldanha Marinho. A programação começou no sábado (26), quando foi realizado um seminário sobre prevenção de tragédias evitáveis, com a participação de especialistas em segurança, engenharia, direitos humanos e da imprensa. As atividades foram promovidas pela Associação de Vitimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (AVTSM), com apoio da Prefeitura e de outras entidades.

O prefeito Jorge Pozzobom participou dos dois dias de atividades e fez questão de estar próximo aos pais e familiares que realizaram o Janeiro 27 – 6ª edição para honrar a memória das vítimas e acolher os sobreviventes.

“Há seis anos as famílias mantém a determinação de não deixar que a tragédia na Boate Kiss seja esquecida. Vim prestar minha solidariedade e reforçar meu compromisso de estar junto à associação, fazendo à parte que cabe ao Poder Público que não pode jamais se omitir em situações como essa”, afirmou Pozzobom.

Além de homenagens, as atividades deste domingo também contaram com a exibição de documentários audiovisuais produzidos para contar a história de luta por justiça, mantida pelos pais há seis anos.

O arquiteto paulista Felipe Zene Motta, vencedor do concurso público nacional finalizado em abril do ano passado, esteve presente na sexta edição do Janeiro 27 e teve a oportunidade de explicar detalhes do projeto para o Memorial às Vítimas da Kiss. As atividades na Praça Saldanha Marinho encerraram com apresentações artísticas de dança e música, além de um momento religioso com a participação do arcebispo Dom Hélio Adelar Rubert e de Renato Paz, representante da Sociedade Espírita Dr. Benjamin Potti.

PARA LER NO ORIGINAL, E TAMBÉM VER OUTRAS FOTOS, CLIQUE AQUI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *